Eu te amo vídeos

Sou professora e estou odiando os pais de alunos e o EAD

2020.11.26 02:20 j-yuki Sou professora e estou odiando os pais de alunos e o EAD

Eu dou aula para o 3° ano do Ensino Fundamental. Escola pública. Minha vida tá um lixo.
Eu amo dar aulas. De verdade. Sou apaixonada pela curiosidade das crianças e em poder ver o mundo um pouquinho pelos olhos delas. Mas desde Março/Abril minha vida está um lixo.
Minhas crianças são pequenas, a maioria pobre. Dos meus 30 alunos, apenas uma conseguiu um aparelho de celular dedicado pra ela estudar. Quanto ao restante, dependo infelizmente dos pais.
Mais da metade da minha turma não participar nunca das aulas online. O restante esporadicamente. Ontem, fora do meu horário de trabalho, abri uma aula às 20h, a pedido de alguns pais que não tem horário, e ninguém entrou.
Estou ficando louca com o tanto de cobrança de burocracia que a Escola e a Secretaria da Educação manda. Agem como se fosse minha culpa (ou dos demais colegas) a falta de participação e interesse das famílias.
As famílias me ignoram completamente. Mando mensagem diariamente com roteiro de estudos, vídeos, apostilas. Negligencio minha família constantemente, gasto meu dinheiro com crédito, equipamentos, cursos, tentativas diversas e nada.
Vai acabar o ano letivo. Mais de 50% da minha turma sem participação. Sem se alfabetizar. Sem ao menos conhecer o conteúdo. E no final, foi a professora que não ensinou.
Custa dedicar 30 minutos do seu dia pra sentar com sua criança, abrir um livro, assistir a um vídeo e tirar uma foto? Seu filho, que no meio de 30 participa, contribui, se anima, por 5 horas, na sua casa não te para um pouquinho?
A educação formal deles também é obrigação sua. O "micróbio do K%$#" também atrapalhou minha vida.
Eu também queria estar na escola. Principalmente pra não depender tanto de você.
Já falei que a minha vida tá um lixo?
submitted by j-yuki to desabafos [link] [comments]


2020.11.24 14:46 1Warrior4All Videopedia de clássicos do Youtube nacional

Após o senhor da Consulta às 5 ter falecido e eu ter descoberto graças ao Tugalord a história da Anabela Malhadas, resolvi criar uma thread com videos clássicos do Youtube português.
São aqueles vídeos que merecem ser vistos em maratona numa noite de copos ou quando simplesmente estiverem deprimidos e precisarem de umas gargalhadas.
A lista vai ser atualizada quando me lembrar de mais e por favor sintam-se à vontade para sugerir outros que merecem estar nesta lista.
Cumprimentos, metam nos favoritos e divirtam-se durante esta quarentena! Felizes festas amigos.
EDIT: OBRIGADO PELO APOIO, PELAS INÚMERAS SUGESTÕES E PELOS AWARDS. Quando tiver tempo faço uma playlist!
Zé Tolo
Olha que lindo, tudo naifado!
Sou um Cristão e um Cristão não Teme!
Castanho Provocante
Que Informação Dramática!
O homem estava descomposto
Olhoz abionz látraz!
Quem é o Maior? É o Ricardo!
O que faz falta na TV?
Samuel Massas 30 crl!
É TCHOURIÇA, É TCHOURIÇA
Oh Prima que Rica Prima
Tenho que Abandonar!
Sou mecânico
Uma patite!
Humidade
Grizeu
Vasquinho do Teleférico de Guimarães
Velha da Beira
D. Manuela no Honda S2000
Eu sei lá se são os chineses...
Um rapaz toxicoindependente
Eles ganham 10, as mulheres fodem 20
Eu amo-te, percebes?
Promoção Cantinho dos Saltos
Shrek diz palavrão
Super Macho
Assalto em Paredes
Xom Xom
Tu bates mal men!
Josefa Casaleira
Hoje quem fala sou eu
Não me convidem mais pra pesca
Incrível!
Xixi Maluco
É meme a partire
Madjimby(ver o canal do rei)
Nelo Chapeiro (ver a playlist)
Bou-te comer e comi!
Tudo cagado tudo cheio de pedras
Super Bock - Entrevista
Entrevista ao Garanhão do Chiado
dnedheaududhnsjkdbd Sardinhas?
Vitor Loureiro, o adepto do Benfica
Pita do Ask.fm
Batata moh?!
Pitas à porrada por causa do hi5
KATYZINHA - CORTES & DECOTES
Secção Estudantes Mamados
Fomos minadas!
Não sei porque tenho a língua azul
Na mecânica e também ando no roubo
Os meus doutores
Escacar Pedra
Chupei um gajo
Secção: PRANK CALLS
Telefonema ao FCP
Telefonema à Telepizza
Telefonema à Danone
Telefonema Paulo Pissas
Telefonema à McDonalds
Telefonema Vai Chamar a Tua Filha
Anabela Malhadas - Não sei se é prank call, mas é chamada!
Secção TRALHOS
A queda do Joãozinho
Não dói, juro pela minha morte...
Sai da frente Guedes!
Vai Zema!
Bou me fuder
Especial Curto Circuito:
És uma grande puta que andas metida com o João
Hino ao Pénis
Estou todo queimado
João Manzarra atirado ao lixo
Cachola ganha uma PS3
Mãe do Jel
Kanimambo
Especial Preço Certo
Marlene Turbinada
Concorrente dança Michael Jackson
Fernando Mendes topless
O carteirista
Sr. Zé com os copos
Especial EURO 2016
Ronaldo atira microfone ao lago
Chuta daí caralho!
O que vão fazer se Portugal ganhar o Euro?
Hoje é feriado!!!!
Clipes Épicos de TV e Filmes Nacionais
Bernardina desanca Tiago na Quinta
Marco dá pontapé na Sónia
EPÁ, Leave me Alone!!
Herman aos tiros no estúdio da Roda da Sorte
DIGA UM!
NTV Telejornal
Acidente no Porto Canal
MATARAM-ME!
CONA!
Tarado na SIC Notícias
Nuno Melo emociona-se
Tá tudo preso seus cabrões
Tu tás fodido pa!
Clipes musicais
Diogo e Tiago Comboio
O filho do recluso
Made in Portugal
Ganza na Areia
6 pães e meia broa
Cheiras a cocó
É DJ Vibe, é Carl Cox
jp gang o puto maravilha
António Mendes é quem reina
Nic Nic Avec Moi
Original Maria Leal
Bandidos Porto
Menino Giro
Hino da Branca
MC Ana Pita da Quarteira
Urban Gorillas
Retirei as menções, porque é muita gente e não tenho tempo ou espaço para adicionar os nomes. Todos os comentadeiros abaixo ajudaram imenso. Esta thread não é minha, é nossa, é património nacional!
submitted by 1Warrior4All to portugal [link] [comments]


2020.11.07 19:52 Psychological_Pin877 Aconselhe uma estranha

Olá glr !! tô em conflitos internos ultimamente mas n tenho com quem compartilhar então decidi pedir conselho pra pessoas q nunca vi kkkk Enton, namoro um cara ja vai fazer 1 ano e nos temos pensamentos mt diferentes (óbvio). Mas sobre política e feminismo o bglh fica tenso. Ele se diz patriota, conservador, eu tenho meus princípios mas n me considero nada disso. Ele chamou a Chris flores de piranha por causa de um vídeo em q ela fala sobre o caso MariFerrer, segundo ele, ela tava "defendendo o feminismo que é uma tática marxista" e sla o q.... , achei mt errado. Ele ODEIA femimistas e sempre fala q jamais se casará com uma, não me intitulo feminista mas sou bem desconstruida do estereótipo mulher tem fazer td q o marido manda, cuidar das tarefas domésticas sem reclamar etc. Também não me considero de direita (nem esquerda) e pra ele, n declarar apoio ao Bolsonaro te torna automaticamente petista . Ele defende o presidente com unhas e dentes. No início do namoro ele não expressava nd a respeito disso, só agora ele ta se posicionando e nós estamos de lados opostos . As vezes penso em terminar pq isso abala mt o emocional dos 2 mas acho divergência política um motivo mt pequeno pro fim de um relacionamento. O problema é q fico dividida porque essas opiniões diferentes tem desgastado o relacionamento. Sinto que posso perder a pessoa q eu amo " de graça " não quero desistir dele mas tenho medo de numa discussão por política, um de nos simplesmente decidir acabar tudo, não por falta de amor mas por ja não aguentar essa situação, ou, em contra partida, a gente casar (que é nosso plano) e viver um casamento infeliz, um dos 2 se abster de comentar o que pensa na tentativa de evitar brigas e acabar se anulado, perdendo a própria identidade ... Enfim resumindo bem, é isso. Agradeço a quem opinar
submitted by Psychological_Pin877 to desabafos [link] [comments]


2020.11.05 03:45 Fiorajj PRECISAMOS SALVAR O GENSHIN! (DESABAFO) LEIA ATÉ O FIM!!!

Olá, você provavelmente não me conhece, nunca usei o reddit, costumo usar bastante a Twitch. Meu jogo principal é o League of Legends, sou Mestre lá, jogo há 8 anos. Como muitos que vieram para o Genshin de lá ou de outros jogos, estava em busca de paz. Precisava de um jogo que eu conseguisse sair desse ambiente hostil e competitivo que domina os jogos atualmente, causando estresse e ódio. Eu queria diversão, fazer amizades, fazer parte de uma comunidade, poder conversar sobre o jogo e descobrir coisas novas, explorar um mundo novo. Eu estava passando por um momento difícil, que não enxergava mais motivo pra existir, com toda essa situação com a pandemia e problemas pessoais, eu implorava por algo que me fizesse querer acordar e sair da cama. Pois então chegou o Genshin na minha vida. Como eu poderia descrever esse jogo? Usam muitas palavras por aí, concordo com algumas, Obra de Arte? Incrível? Cativante? sim, o jogo é tudo isso, mas é muito mais, esse jogo veio pra provar uma coisa, e eu vou falar mais pra frente. Vamos então focar no assunto principal que veio me fazer escrever esse texto como forma de desabafo, pois não aguentava mais esse sentimento dentro de mim.
GENSHIN IMPACT ESTÁ REALMENTE BOM?
Vamos lá, todos nós temos que concordar que a proposta do jogo é incrível, a história é cativante, o mundo é super legal, as mecânicas são extremamente interessantes, os baús, os mobs, os boss, o mundo em si, o sistema de elementos, tudo isso nos faz querer jogar por horas e horas todos os dias desde que o jogo lançou, e estamos viciados, eu inclusive teve um dia que joguei 25 horas seguidas. Viciados a ponto de querer gastar nesse jogo, que a princípio é free, afinal ninguém é obrigado a botar dinheiro, certo? então... aqui temos um ponto. Pra quem está jogando Genshin, sabe que passando do Rank de Aventura (AR) 30+, o jogo se torna meio repetitivo e frustrante. Pois nós queremos logar e jogar por horas e horas, evoluir nossos equipamentos, personagens, queremos explorar o mundo e ter desafios, nos juntar com nossos amigos e fazer o que quisermos. Aí que está o problema. Depois do fim das quests, do fim dos baús do mapa, e do uso da resina diária, NÃO TEM ABSOLUTAMENTE NADA PRA FAZER. Vamos falar de números, pra quem acha que o jogo é justo? Vamos.
XP. Fiz um cálculo bem simples de quanto de XP precisa pra upar um nível de um personagem 70+.
XP Necessário do nível 70 ao 71 = 138175. Se você não tiver resina pra upar, você vai ter que matar mobs/boss no mapa. Cada boss/mob em média dá 35 de XP. 138175 dividido por 35 = 3.974... Supondo que o tempo entre teleportar, caminhar e matar cada mob em média demore em torno de 15 segundos. são 4 mobs por minuto. Ou seja, 35x4=140 de XP p/minuto. Se você jogar 10 horas no dia, serão 140x60=8400x10=84000. Não dá um nível no dia INTEIRO, sendo que tem o tempo de respawn, daria quase um mês pra upar UM NÍVEL.
Os baús. As recompensas são pequenas por achar um baú, tudo bem, o mapa é grande, tem vários... Mas e quando você acha todos, acabou? Pois é, não sabemos ao certo o respawn certo dos baús, não sabemos qual vai nascer, onde, com qual recompensa, então basicamente teríamos que ficar horas e horas por dia todos os dias do mês pra achar em média 15/30 baús contando que você já tenho achado a maioria. Então pra achar baús, basicamente não temos incentivo.
Artefatos. O jogo nos dá bastante artefatos, se você ficar horas e horas por dia matando boss, fazendo domínios, fazendo as rotas, etc. Com muita sorte você consegue artefatos bons, mas e se você quiser upar eles? Pois é... precisa de XP e MORA. Ou seja, você com muita sorte gastando muito tempo, esforço e resina, consegue um artefato bom, mesmo sem ter a chance de testar ou trocar se necessário, você sem conhecimento vasto do jogo começa a upar seu artefato. Pronto, você tem um personagem com artefatos medianos/bons. E agora? é, não tem mais mora. Se você quiser trocar de build ou upar mais personagens, vai precisar de uma quantidade COMPLETAMENTE ABSURDA de recursos, que o jogo NÃO TE PERMITE PEGAR. Então você fica preso com o mesmo personagem, com a mesma build, sem baús, sem resina, sem conteúdo no jogo pra fazer.
Resina. Gente, se você é f2p ou um cara que gasta o básico no jogo, NÃO É POSSÍVEL que você defenda o sistema de resinas atual. Não consigo acreditar que em sã conciência alguém ache normal você logar no jogo, jogar 30 minutos pra fazer 2 bosses semanais pra não ganhar absolutamente nada, ficar sem resina. Ou vamos lá, você precisa de mora ou XP, ou artefatos, você faz 5 ou 6 domínios que demoram no máximo do máximo 1 hora... e agora? ''ah eu tenho a benção, eu dou refill de resina.'' Pois então, mais uma hora de conteúdo, e agora?...
Gacha. Chegamos num ponto crucial aqui. Se você como eu nunca jogou um gacha, deve estar se acostumando com alguns fatos, vamos a eles:
- Um gacha não é feito pra você ter tudo.
- Você precisa saber administrar seus recursos.
- Se você quer, pague. Quer mais? pague mais.
Não estou aqui pra atacar o sistema de gacha, acho que o sistema de monetização do jogo é livre pra ser escolhido pelos desenvolvedores, não acho errado uma empresa querer lucrar.
Mas gente, não é possível, parem de jogar que nem uns cracudos e colocar dinheiro no jogo sem propósito pra receber migalhas, parem 5 minutos pra pensar aqui comigo e reflitam.
Você precisa de 80 tiros pra pegar um item 5 estrelas no banner. São mais de 500 reais na moeda do nosso país, é metade de um salário mínimo. Pare e pense, São poucas as pessoas que tem condições de ter um Celular bom, ou um Computador decente que rode Genshin, e dessas poucas pessoas, existem alguns mais privilegiados ainda, que gastam uma fortuna no jogo. Que imagem você acha que as empresas vão ter se, bom, um jogo bombou no nosso país, e as pessoas gastam um monte de dinheiro com preços abusivos, pq baixar? Essa discussão dos preços veio antes dessa mudança dos preços nos jogos em geral, que aumentou no Genshin também. Muita gente reclama da falta de conteúdo no jogo, mesmo quem quer gastar no jogo, mesmo até quem não reclama e gasta, não consegue atingir nada de mais. Eu não sou de família rica. Tenho uma condição baixa/média. Poderia colocar uma quantia baixa mensal num jogo, 20 reais, 30, 50... eu coloquei a benção por exemplo quando tava 18,90. Mas cara, você ter que gastar uma fortuna pra ter um personagem que você não vai conseguir nem upar direito, e mesmo que upe, não vai conseguir fazer nada no jogo, pois o jogo te prende, não deixa você evoluir. Se tivesse pacotes com preços acessíveis, se o jogo tivesse respawns nos bosses e nos baús de forma mais organizada, como por exemplo tivesse uma recompensa de 10 resinas se você conseguisse matar um boss sem perder vida, sei lá cara... pisos rotativos no abismo com recompensas variadas... rankings semanais... Respawns de baús mais organizados, que você pudesse ser mais recompensado por ficar horas procurando baús ou bosses no mapa, explorando, afinal essa é a graça do jogo. Imagina que louco, assim seria justo, quem joga mais, ganha mais recurso, e o jogo não fica desparelho, afinal quem joga 1 hora ou 2 horas por dia, que trabalha e tal, esse cara já tá satisfeito, ele não vai gastar dinheiro no jogo. Quem quer evoluir e gastar somos nós, que passamos 10, 15 horas por dia, e ainda queremos ficar mais. Eu fico no banho pensando em estratégias de farm ou pro abismo, builds, comps,me organizando, mas chega no jogo não posso por nada em prática, pq não tem resina. Aí vem o pessoal falar: "Ah mas o jogo não tem culpa que você rushou igual um cracudo, agora não tem conteúdo e fica reclamando." Esse argumento é falho. Eu jogo online desde 2006, jogo vídeo games desde minha infância, e eu NUNCA VI UM JOGO INCENTIVAR VOCÊ A DESLOGAR. Cara isso é totalmente inacreditável. Você loga num jogo por exemplo, o lol. Joga lá 30 minutos uma ranqueada, se estressa fica puto e quer sair do jogo. Você chega no Genshin, joga 10 horas sem o jogo te incentivar, e ainda quer ficar mais tempo. MAS CARA, ME ESCUTA, O JOGO NÃO DEIXA. O JOGO NÃO ME DEIXA JOGAR. EU QUERO JOGAR GENSHIN. EU AMO ESSE JOGO. ME ESCUTA, EU AMO ESSE JOGO, EU ADORO OS CRIADORES DE CONTEÚDO, ADORO A COMUNIDADE, ESSE JOGO ME FAZ FELIZ. MAS ELE NÃO ME DEIXA JOGAR. Não tenho o que fazer no jogo. Eu mostrei os argumentos, mostrei os números, e você ainda quer negar?
Enfim. Eu escrevi tudo isso pois amo esse jogo e quero a melhora, eu quero que a gente pare de aceitar as coisas, e tentemos mudá-las. Não sou a favor de boicote, ou de ficar baixando a nota do jogo na apple store ou coisa do tipo. Mas eu peço, por favor, se você gosta de jogar Genshin, vamos nos unir, vamos ajudar a construir um jogo decente, que agrade o jogador casual que loga 30 minutos por dia, e o cara que quer jogar 10 horas por dia e ter resina pra conseguir seus artefatos e upar seus personagens. Vamos buscar preços justos. Nós podemos. É possível. Não aceite injustiças. Se você não concorda com as reclamações, tudo bem, só não fique contra. Não atrapalhe quem quer melhorias. Mas se você aí que leu até o final, quer um jogo justo, um jogo que você possa destrutar de horas de gameplay sem ter que participar desses eventos ridículos, ter que fazer conquistas pra ganhar 5 gemas, ficar 5 horas procurando baú pra ganhar 2 gemas e um artefato 1 estrela. Você que quer essas melhorias, ESPALHE A PALAVRA. Espalhe esse post, fale sobre isso no feedback do jogo, fale com seus amigos, com sua comunidade, com seu criador de conteúdo favorito. Esse é meu desabafo. Espero que tenha tocado alguém, que alguém tenha se identificado. Espero também não ter ofendido ninguém. Só quero jogar Genshin e não receber migalhas por isso. Fiquem bem, paz, saúde e até mais!
OBS: Não parei ainda de jogar, mas se não houver mudanças irei, como muitos já estão parando, não pq o jogo é ruim, mas pq nos incentiva a isso.
submitted by Fiorajj to GenshinImpactBR [link] [comments]


2020.10.28 02:59 Soliturio É

Tava vendo um vídeo no Instagram onde a Clarice Lispector mostra sujar profundos de depressão e a página romantizou este comportamento. Porque as pessoas fazem isso ? Literalmente é horrível se sentir nesta posição, o fato de se sentir morto ja é um peso gigantesco até para se levantar.
Me sinto incomodado com o fato de ter que vir “desabafar” em um app aonde não conheço ninguém, e provavelmente irá passar batido por todos que lêem.
Me incomoda o fato de eu estar num relacionamento aonde sinto que não sou valorizado o suficiente.
Me sinto incomodado por estar numa família aonde simplesmente não existo.
Me sinto incomodado de ser somente mais um nessa multidão, mas mesmo assim, conformado pois eu realmente sou só mais um.
Tenho 21 anos, e até hoje, amei somente uma vez, e foi a dor mais dolorosa da minha vida, e hoje, penso que não há motivos para continuar nessa de relacionamento, seja social, seja amorosa, seja familiar, tudo isso só te faz menos feliz.
Tenho poucos amigos, não sei se ando fazendo minhas escolhas certas, mas acho que hoje foi a gota da água, não suporto viver sem ser realmente amado por quem amo, cansei do minimo toda vez em minha vida.
Esse é o ponto final para meus erros. Como lidar com o que machuca se vivo atrás daquilo que dói ?
Acho que meu real medo, e morrer só.
submitted by Soliturio to desabafos [link] [comments]


2020.10.11 23:04 TapperTotoro Eu venci a depressão e é isso que tenho feito desde que me curei! - Parte 4/365

Uma espécie de diário aberto: Hoje vou escrever sobre o agora.
Olá :)
Por ser um dia em que estou mais relaxado e não quero "viajar" para o passado, escreverei sobre o agora, o hoje. Prometo que serei um pouco mais curto e se necessário, partilho também um texto literário da minha autoria (novamente). Uma coisa que acho que não afirmei ainda é que escolho sempre o mesmo "flair" (depressão) para partilhar os textos sobre a minha luta antes, durante e depois de me ter curado da depressão porque, na minha cabeça, faz sentido usar somente essa 'categoria'.
Para colocar em perspetiva: quase sempre que escrevo ou componho, estou sentado à mesa que se encontra cheia de papeis, livros, cadernos, periféricos de informática, instrumentos musicais e uma caixa de música (daquelas antigas que tem uma bailarina dentro e só toca uma melodia bem melancólica). Este, é definitivamente o meu lugar favorito no pequeno apartamento em que vivo, pois é aqui que crio, partilho e aprendo todas as coisas desde que me curei e deixei de viver na rua.
Hoje, foi um dia relativamente longo, mais do que os dias da semana toda. Lembro-me de acordar e de ficar por quase duas horas a ver vídeos no Youtube porque ainda era de madrugada (acordo há já alguns meses por volta das 03:00 da madrugada). Também não saí da cama - do quarto e vir para a sala - para não deixar sozinha, ao frio que faz atualmente no norte de Portugal, a minha namorada que ainda dormia. Um último motivo para ficar na cama e ter momentos de ócio: preciso de descansar o meu cérebro por completo pelo menos uma vez por semana, pois os meus estudos não são fáceis e estou a aprender algo do zero e só tenho até ao final do próximo ano para dominar e aplicar no mercado de trabalho tudo o que aprendo e aprenderei (Javascript, Python, C#, HTML, CSS ...).
Mas ainda assim, hoje foi - está a ser - um dia incrível, li bastante, estudei um pouco, cozinhei (é uma das coisas que gosto muito de fazer para as pessoas que amo, e faço-o muito bem, tanto que era capaz de ter uma ou duas estrelas Michelin haha), enfim, fiz "cenas" mais "normais" e não me senti, digamos, ansioso para voltar para a sala e enfiar-me nos estudos ou no processo artistico-criativo apesar de ter gasto uma hora de manhã para por em prática um software de música que implementarei no meu "arsenal" de produção, e quiçá, quando voltar aos palcos para tocar ao vivo ...
Hoje ao acordar senti-me mais como me sentia há uns 10 anos atrás, quando era menos social (sempre tive problemas por ser um pouco mais inteligente ou me interessar mais por coisas que agregam valor ao intelecto), mas ainda assim, conseguia não estar submerso nesse meu mundo de constante aprendizagem e criação. Se calhar tudo o que eu precisava era começar a escrever e partilhar o meu diário e a minha história, ser um pouco mais prestativo para as pessoas que precisam, "lavar a alma" e deixar as pessoas entrarem e olharem para mim com intuito de ver.
Hoje, acordei com o pensamento que tem regido e muito os meus processos evolutivos (cura, afetividade, empatia e perdão) e que agora ao chegar ao final desse texto, quero partilhá-lo com você que me vê, me lê, visita-me: 'sempre que existir amor não escondas, e mesmo que expressá-lo resulte em dor, não te esqueças nem te resguardes de dizer, amo-te!'
Com carinho;
Aladino.
submitted by TapperTotoro to desabafos [link] [comments]


2020.10.09 15:12 Macacos_Me_Mordam_ Problemas modernos de um desocupado com previlégios.

Olá, meu nome é Vitor, e sou estudante do ensino médio.
Atualmente passo por um mau momento da vida, com um sentimento agudo de tristeza, onde eu não entendo muita coisa sobre o mundo. E por isso, passo muita parte do meu grande tempo, pensando sobre como as coisas não estão saindo como o planejado.
Tudo isso me faz ver que não estou conseguindo satisfazer a minha felicidade com as grandes alegrias que antes ali estavam. Percebi nestes momentos, que a minha vida se resumia em apenas grandes acontecimentos, sem as pequenas coisas que deveriam ser frequentes na rotina de uma pessoa, como uma vida social ativa e frequente com a minha família e amigos. Passo pouco tempo com quem eu mais amo, e sinto que deveria ser diferente. Em momentos de reflexão, percebo que não consigo encontrar mais a felicidades nos meus pensamentos, e nos momentos que pensei que eram bem vividos.
Ao mesmo tempo, penso que sou apenas uma pessoa normal e que não precisaria estar aqui... Se lamentando sobre nada. Não me aconteceu algo muito significativo, que me fizesse mal de tal forma, que me trouxesse para cá. Não sofro nenhum tipo de preconceito, e não me sinto oprimido por ninguém, já que não tenho mais uma vida social se quer.
Atualmente estou passando por um profissional da área de psicologia, e durante uma das minhas seções, parei para perceber a quantidade de pessoas que estão com algum tipo de problema pessoal também. Toda vez que alguém era chamado para a sala, eu pensava um pouco, e imaginava o problema na vida dessas pessoas que estavam ali. E isso me confortava um pouco de certa forma, porquê estava a diminuir os meus maus sentimentos.
Venho de uma sequência de, passar menos tempo com a pessoa que eu mais amo nesse mundo, que é o meu pai. E também do sentimento de solidão na maior parte do dia, por ser filho único e ter perdido um companheiro peludo que não está mais por aqui. Além também de uma frustração por não gostar das aulas, mesmo tendo participado da maior parte delas. Também é importante dizer que, eu não estou tendo a mesma vontade de praticar oque eu mais gostava de fazer. Que ia de uma simples conversa com amigos, até experiências com vídeo-game na qual eu não era alucinado, mas gostava muito mais de jogar do que atualmente eu gosto.
Volto a explicar que eu não acho meus problemas muito grandes. Porém oque faz eu estar assim, é a falta de soluções. Pois não consigo de maneira alguma encontrar a vida normal que eu tinha antes do isolamento.
E também, não acho que eu tenha uma das vidas mais tristes. Já que eu penso que tem muita gente, com muito mais problemas do que eu, que tenho condições financeiras boas e boa qualidade de estudos(na teoria), além de não precisar trabalhar ainda com 15 anos.
Se você que está lendo isso, e está com problemas maiores que o meu, eu não faço ideia de como te ajudar além dessas frases clichês como: "tudo vai melhorar", ou "não fique triste". Por que eu não consigo nem imaginar a dificuldade dos seus problemas, e só você sabe oque está passando. Não deixe com que as pessoas denosprezem tudo que está passando, é difícil sim, se fosse fácil estaria tudo normal. ; )
submitted by Macacos_Me_Mordam_ to u/Macacos_Me_Mordam_ [link] [comments]


2020.09.25 21:14 sergioaraujooficial Eu te amo, te amo, te amo - Sérgio Araújo OFICIAL Vídeo Completo AQUI: https://youtu.be/RMPgBcjwIJM

Eu te amo, te amo, te amo - Sérgio Araújo OFICIAL Vídeo Completo AQUI: https://youtu.be/RMPgBcjwIJM submitted by sergioaraujooficial to u/sergioaraujooficial [link] [comments]


2020.09.18 19:01 HappyPressure8291 Razão ???

Então, recentemente eu e meu namorado temos desgastado bastante a relação com discussões relacionadas a insegurança, paranoia e etc. E penso que por agir muito pelo emocional, eu acabo sendo a mais imatura da discussão, não é fácil lidar com isso, pois essa imaturidade atinge muito mais a minha pessoa, visto que ele super compreende eu estar sendo emotiva e achar que não aconteceu nada de mais. Um exemplo bem prático disso é o fato de ontem termos discutido e ele foi dormir tranquilo e falando que me ama mesmo eu super brava e pedindo pra ele tirar a foto de perfil e aceitar que vamos terminar por que não tem muito o que se fazer, enquanto que fiquei a madrugada toda pensando em muita coisa e fazendo testes de insegurança, de saber se o parceiro é traíra. Bom depois de tudo que eu disse acima, já devem imaginar quem é o mais inseguro da relação, ah também sou a paranoica(óbvio) e sou para a surpresa de quase ninguém. Muito ciumenta, e foi por esse motivo em especifico que brigamos, eu não consigo ver esperanças na minha evolução, e sinceramente, o que era um ciúme normal é que tá evoluindo pra outras coisas piores(possessão e etc. ), talvez por que tenho andado mais emotiva que antes nessa pandemia(no qual muita coisa ruim tem acontecido na minha casa) não sei... Mas fiz essa postagem por que estou muito indecisa racionalmente sobre uma questão. Uma amiga nova chegou na área, que na verdade já era colega a algum tempo, mas só agora que essa amiga terminou o namoro eles conversam com certa frequência e bastante intensidade(fotos, memes, vídeos, fofoca, conversa sobre a vida), incluindo muito esforço da parte dela para manter a amizade com ele. Engraçado é que acabei me envolvendo com ela também, ela é uma ótima pessoa, mas mesmo assim me sinto muito insegura, sei que ela tem outras pessoas na vida dela, mas não entendo a insistência em ser nossa amiga, pois nem parece que ela gosta mesmo de mim, e o meu emocional com certeza afirma que ficaria muito feliz com o termino da amizade entre eles. Mas racionalmente sei que isso é muito abusivo, eu controlar algo que eu nem deveria. Mas para frisar minha insegurança, tenho que dizer que me assusta muito quando ela diz coisas como ''eu me apoio na amizade com um cara e acabo gostando dele, sempre fiz assim, supri minha carência com outros caras'' isso é ameaçador pra mim sabe?... Eu só consigo imaginar nela vendo o quanto meu namorado é um cara bacana e acabar gostando dele e tende real motivo para não gostar de mim e só me manter por perto por falsidade sabe?. O que aconteceu com ela no termino do namoro não desejo a ninguém, ela ainda tá muito confusa, e eu queria que ela não se sentisse assim e de certa forma culpada, então no começo até apoiei bastante a amizade dos dois, falava pra ele perguntar se ela tá bem, tentar distrair ela... me arrependo disso, eu não devia ter responsabilizado ele por algo que eu mesma poderia ter feito por ela. Mas eu queria que ela se sentisse acolhida por nos 2, e acho que é assim que ela se sente agora, mas não posso negar que ainda vejo como ameaça, não sei, talvez ela tenha mudado o suficiente para não ficar mais querendo depender emocionalmente de alguém assim... mas vai saber? isso nem é algo tão ruim quando esse alguém tá disposto a te ajudar de verdade a se sentir segura e tals. Foda é que eu não consigo estudar, pensando que vou passar muito tempo fora e que ele vai tá tão envolvido com ela, por que coincidentemente ele tava no seu intervalo de estudos, e acabou compartilhando opiniões parecidas com ela e etc... sla... muita paranoia pra descrever aqui, mas eu realmente não sinto que estou pronta pra aceitar essa amizade. Ele e ela, que eu conheço bem, combinam mais do que eu e ela ou eu e ele(ele é mais amigo dela). No jeitinho de ser, de acreditar nas pessoas, pensar o melhor delas kk. Eu não sou assim vey... já sofri demais com as pessoas pra isso, inclusive da parte desse namorado, coisas parcialmente superadas, mas que a gente ignora, e que, desde que não aconteça de novo, da pra manter a relação. Resumindo, essa gama de defeitinhos meus, me fazem ter certeza de que eu só tenho algumas poucas soluções racionais pra isso tudo, vou listar 3: 1- Continuar próximo dos dois(por que longe eu já não consigo aceitar gst dos 2, n qro parecer um monstro, só sou humana sabe: imperfeita, cheia de problema, depressiva, ansiosa, to carente e etc kkk) e me esforçar(mesmo que doa muito) pra acreditar(mesmo que seja difícil demais) que eles só serão amigos mesmo; 2- terminar o namoro e desejar muita felicidade pra ambos que foram meio que motivo do termino, juntos ou não e 3- fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve(gosto que ele tenha amigos, isso faz ele feliz), até que eu pense melhor sobre tudo, sem que eu precise me distanciar dele que é a pessoa que eu mais amo, alias a distância entre ela e eu nem é uma opção, mas pode ser sim consequência, só que de fato eu até gosto de compreender o significado que ela tem na vida das pessoas ao redor dela e vejo isso conversando com ela, o que é bom, já que meu namorado é um pouco sonso ao me dizer o que ele acha que ela significa pra ele, ele diz: ''não sinto nada'' mas até eu não consigo dizer isso aí. Sinto compaixão por ela, carisma da parte dela, simpatia e etc. Mas vale lembrar que tenho um pouquinho de medo, por que acho ela muito melhor que eu, só por ter essa essência e ela auto afirmar as vezes que consegue conquistar qualquer um com boa conversa, é mais ameaçador ainda, e pode ser bobo mas por mais que no começo eu achava fofo agora comentar ''que casal fofo'' e coisas similares a ''meu casal''(Vitão 2018), me causa pavor, kkkk brincadeirinha kkk. Raiva tenho também, mas só dele mesmo, por ser sonso a ponto de dizer também ''que tal nos usar essa metadinha de 3 com ela?''. AFF do nada, num momento nosso qnd estamos vendo fotos juntos e umas metadinhas DE CASAL pra usarmos. Na verdade, se eu não fosse tão insegura até que seria uma boa ideia, mas qualé, ele sabe como sou... acho que me desrespeitou nesse sentido, de ver que eu tava me esforçando pra não falar dela, pq sempre acabo desgastando muito a relação cm muita paranoia, e ele ir e falar dela, me deixa pensativa e séria de novo, pra compensar ele concordou com essa terceira opção minha ''3 fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve''. Que sinceramente seria a que mais me deixaria feliz, e aí gente, acham que se eu repensar, consigo equilibrar melhor a razão e a emoção? e talvez ache uma opção mais sensata do que essa última. Acham que estou sendo ciumenta em excesso? e que eu devo me responsabilizar sozinha(msm ele sendo um fator pra minha insegurança) por isso, não terminando mas dando um jeito. ME AJUDEM! EU QUERO SER UMA BOA PESSOA, sem isso eu não me sinto mais nada nesse mundo e posso querer acabar com tudo logo(eu sei que preciso de terapia), por que só vejo sentido naquilo que tem sentimento e minha vida se resume muito a ser boa pra ele, alguns amigos e pro meu doguinho que ele prometeu cuidar caso algo aconteça comigo. :) ''Por que não vou ao psicólogo? bom, não tenho grana, simples. Desde já agradeço a pessoa que ler esse texto enorme, tentei ser bem objetiva e clara sobre tudo, espero que tenham compreendido.
submitted by HappyPressure8291 to desabafos [link] [comments]


2020.09.15 02:26 Cintilante Eu sou fantástica!

[edit: Vocês são fantásticos! Não imaginei que esse post fosse receber tanta atenção positiva. Vocês me fizeram muito feliz
E, kind stranger, obrigada pelo award]
Há um tempo atrás escrevi um post no tumblr dedicado a todas as coisas ruins da minha personalidade. Por muito tempo planejei escrever o antipost com a intenção de provar que nem tudo é fezes no meu reino e que eu também sou fantástica.
O momento finalmente chegou! Eis aqui uma lista - imensa, eu espero - que prova isso.
1 - Eu converso muito bem. Muitos anos de muitos livros e uma predileção por retórica me deram o dom de sustentar conversas agradáveis. Eu consigo fazer piadas bobas ou falar de Filosofia com alguma facilidade. E consigo fazer as pessoas rirem e se divertirem de verdade.
2 - Eu escrevi um relatório de Milikan praticamente sozinha. Milikan foi um cara muito louco que determinou a carga do elétron com um experimento extremamente trabalhoso em que gotas pentelhésicas de um óleo são ionizadas e depois submetidas a um campo elétrico e magnético - Ou campo elétrico e queda livre - dentro de uma caixinha pequenininha com um papel milimitrado ao fundo. Determinando o tempo que a tal gotinha leva para atravessar uma determinado distância - e repetindo o processo o maior número de vezes até que a gota suma do seu campo de visão - você é capaz - através de uma série de cálculos - de definir a carga do elétron.
Eu escrevi esse relatório praticamente sozinha no Laboratório de Moderna. A nota foi 8,5, mas deveria ser 9 se eu não tivesse tido a brilhante ideia de colocar uma tabela ao final do trabalho sem utilizar os dados com algarismos significativos.
Eu também achei a carga de meio elétron ao final do experimento, mas isso não vem ao caso.
3 - Tudo que eu pego para fazer eu faço da melhor maneira possível. Seja sobrancelha de henna, unhas, desenhos, limpeza. Eu tento fazer da melhor maneira possível. Da mais perfeita.
4 - Eu escrevo bem. Tenho histórias bem legais guardadas em um blog. Tenho facilidade em usar palavras. Em combinar palavras. Em trazer humor a escrita. E eu escrevo desde sempre. Primeiro diários, depois histórias, depois cartas para amigos, depois cartas de despedidas por causa de um pseudo câncer com o qual eu mesma me diagnostiquei, depois blogs.
5 - O meu cabelo é lindo! Sério, é cabelo de unicórnio que só usa Pantene. Ele é lindo e gigantesco.
6 - Eu sou uma boa amiga. Eu tomo as dores dos meus amigos e tento dar conselhos sempre que eles me procuram com problemas.
7 - Eu amo dançar. E danço bem. Desde criança eu tiro um prazer imenso da dança. Lembro das coleguinhas da rua virem para cá e nós nos acabávamos dançando cds e mais cds todos os dias. Eu acredito ter uma facilidade para a dança, mas também tenho vergonha de dançar na frente dos outros.
8 - Eu desenho bem. Poderia ser melhor, se eu praticasse, mas eu creio que desenho bem para quem é preguiçosa.
9 - Eu falo e escrevo em inglês extremamente bem. Não é mérito só meu. Eu tive a chance de começar muito cedo por causa de um casal de velhinhos que alugavam casa para os meus pais. O senhor tinha vários livros de inglês e me ensinou desde que eu tinha três anos. Eu era atração na igreja que meus pais frequentavam.
10 - Eu dei uma aula fantástica usando o Tracker no estágio da faculdade. Fiz um PowerPoint com o Bob Esponja na capa e dentro vários gifs explicando o funcionamento do programa. Tracker é um app legal demais que te permite calcular, por exemplo, a gravidade ou a velocidade de alguma coisa, usando vídeos. Você marca a movimentação de um pixel frame a frame e o tracker converte esse negócio em distância. Daí ele faz os cálculos e também gráficos. (Tem vídeos no youtube da galera calculando a gravidade no Angry Birds, por exemplo)
11 - Eu gosto de explicar coisas. Eu me satisfaço demais explicando coisas complexas que consegui entender para outros. Como, por exemplo, o funcionamento do microondas. Como ele “nasceu” da ideia da criação de um raio da morte na segunda guerra e evoluiu nessa coisinha pequena e prática que temos em casa que usa campos magnéticos para mexer com a dipolo água, e desse jeito esquenta nossas comidas e não nossos cérebros.
12 - Eu amo resolver problemas no trabalho. Minha maior satisfação é ter uma pilha de coisas para fazer e conseguir resolver cada um deles, por mais complexos que sejam, sozinha ao longo do dia.
13 - Eu amo animais. E ajudo todos os que posso. Sempre que o dinheirinho permite.
14 - Eu consegui entender Nietzsche sozinha - E também sei escrever o nome dele sem precisar do Google. Quando digo sozinha quero dizer através da minha própria pesquisa e curiosidade. Sem ser obrigada. Tive conversas extremamente legais no Reddit na sub de Filosofia que me auxiliaram demais. Conversas que eu não me achava capaz de ter, sobre coisas que eu não me achava capaz de aprender.
15 - Eu consigo rir da minha desgraça. Às vezes até mesmo durante a desgraça. O terapeuta sempre dizia que eu ria enquanto chorava e fazia piadas com o choro também.
16 - Eu fico bonita chorando.
17 - Quando alguém me procura com alguma tristeza para contar eu sempre quero muito dizer a coisa certa para aliviar esse sofrimento.
18 - Eu sonho ser livre. Do medo, da rejeição, da carência. E esse meu eu ideal, essa Casanova de chocolate é tão legal e me faz tão feliz que me afastar dela todo dia com a realidade me faz sempre um pouco mais triste.
19 - Eu sou cheirosa - Em horário comercial.
20 - Eu sou simpática e falo com todo mundo.
21 - Eu sou carinhosa - Ainda que tenha vergonha disso.
22 - Eu beijo bem - Foi o que ouvi dizer.

É um textão e talvez ninguém leia, mas eu precisava compartilhar isso com alguém.
E mais, se você, como eu, se sente geralmente incapaz, desinteressante, pequeno, faz a sua listinha também. Em cima das fezes às vezes existem flores.
submitted by Cintilante to desabafos [link] [comments]


2020.09.02 00:27 Poliana0401 uma triste historia porem não unica

Quando se sofre um abuso tanto físico quanto psicológico uma das maiores sensações que te consome e te parte em vários pedaços é a de insegurança, medo, muito medo. Eu sei que ñ é para todas assim porem pra mim é essa a sensação q traz. Eu passei por isso três vezes e só na última eu entendi o quanto é bom contar para as pessoas por q contar isso para as pessoa foi como se eu tirasse um peso das minhas costas então eu vou contar as outras 2 vezes por q sinceramente eu ñ aguento mais essa sensação de impotência.
A primeira vez em que eu fui abusada foi por um parente q era muito próximo, tudo começou quando eu tinha uns 8 anos e como as pessoas que me conhecem sabe eu amo piscina adoro nadar e naquela época não era diferente, porem meus pais trabalhavam no açougue ainda e a minha mãe ñ gostava q eu fosse pra lá ai eu ficava em casa sozinha ou deves enquanto com a Ana. Só q um dia o meu tio resolveu construir uma piscina na casa praticamente ao lado da minha e isso foi muito top, só q quando as coisas são boas de mais sempre tem alguém q a destrói. Passados tempo uma tia minha começou a só trazer o filho dela para vir na piscina e ela sempre falava para mim ir junto e minha mãe também falava para mim ir para ñ ficar sozinha, porem esse meu primo é mais velho q eu ele devia ter uns 10 ou 9 anos. Um dia nós estávamos sozinhos e estava chegando no horário do almoço porem ñ ia dar para ninguém trazer almoço pra gente aí ele resolveu fazer. Eu me lembro muito bem desses dia, eu vim buscar a chapinha do meu pai para fazer uma carne até ai tudo certo , só q nessa época eu ñ tinha celular e ele tinha ai enquanto ele preparava a carne eu pedi para jogar no celular dele só q o problema foi que ele me passou o celular aberto em um site de uma mulher se masturbando, e como eu só tinha 8 anos eu ñ sabia o que era ai eu devolvi o celular pra ele e perguntei o que que era aquilo por q eu realmente ñ sabia o q era ai eu ñ lembro o q ele falou porem ele me passou o celular de novo porém com outro vídeo de uma mulher e um cara trançando ai ele falou assiste dá uma sensação boa. Porem eu era inocente e continue assistindo achando que ñ era nada demais aí depois de um tempo eu simplesmente me alimentei e voltei para a piscina e tinha esquecido do assusto. Aí os dias foi passando e ele continuava a me mostrar esses vídeos. Ai eu descobri do q se tratava esses vídeos q ele me mostrava ai eu vi q aquilo era errado e ñ quis mais ficar sozinha com ele e nem ir na piscina com ele eu tinha pegado medo dele. Mais em vez de eu contar para minha mãe achando q ela ia brigar comigo eu só me calei. Ai eu achando q Ñ dava pra piorar o portão da minha casa quebrou ai ele tinha q abrir manual e como eu estava com medo dele entrar na minha casa eu pedi para minha mãe um cadeado para fechar o portão porém ela não sabia o por q então ela ñ deixou, ai no fia seguinte eu acordo com a ligação dela falando para mim ir na piscina por que estava ele e mais um amigo e que ñ era pra mim ficar sozinha em casa por causa do portão ai eu falei q ia me trocar e ir o que enquanto eu estava colocando o meu biquíni esse desgraçado abriu a porta da minha casa ai como eu estava me trocando eu estava nua e ñ deu tempo de eu fechar a porta ai eu mandei ele sair por q eu estava me trocando, daí ele falou ñ tem problema se aproximando do meu quarto e eu estava escondida atrás da gaveta nua mais eu continuei mandando ele embora ai ele foi mais o meu medo só aumentou eu terminei de me vestir e fechei toda a casa por q eu estava com medo dele aparecer de nova mais ele volto e eu lembro de estar sentada no sofá marrom na frente da janela ao lado da tv onde estava passando desenho e ele se sentou molhado por q estava na piscina no sofá q estava na parede, mais eu ñ conseguia olhar na cara dele depois do q tinha acontecido só q ele me chamou e quando eu olhei pra ele, ele estava com a calça abaixada e com o pênis pra fora e eu infelizmente vi essa cena virei a cabeça para o outro lado e falei “agora eu tenho uma arma contra você, sai daqui agora" ai ele volto para a piscina onde estava o amigo dele mais o pior ñ foi isso. Depois disso tudo eu ñ contei para minha mãe por medo dela achar q eu tinha feito algo q levasse a isso, ai as minha notas começaram a abaixar eu ñ queria mais fazer as coisas eu ñ sorria mais eu estava infeliz e isso para uma pessoa q era sempre feliz fica fácil de notar a diferença. Um dia eu estava brigando com a minha mãe eu ñ me lembro o motivo mais foi num domingo estava só eu e ela em casa ai no meio da briga eu falei por q eu ñ estava mais aguentando essa dor esse sofrimento constante ai ei falei “vc sabia q o ***** assiste pornô” ai ela me perguntou como assim ai eu contei chorando tudo o q tinha acontecido e ela ficou triste por eu ñ ter confiado nela para contar antes mais ela queria ir falar com a mãe dele e contar o q aconteceu mais eu ñ deixei ela contar por q a minha família já era dividida e eu ñ queria estragar mais a família ai ela ñ contou porem hoje eu teria feito diferente além de ter contado antes eu teria deixado ela contar para a mãe dele. Mais o lado bom é que ele nunca mais veio aqui e quando veio eu não aparecia e as pessoas me chamavam de antissocial porem eu nem ligava e a minha mãe entendia e sempre esteve do meu lado, e as outras pessoas q sabiam que eram resumida em 3 pessoas também me apoiaram.
A segunda vez eu conto outro dia quem sabe... como as pessoas falam “a primeira vc nunca esquece”, mas eu digo “a primeira foi a que mais doeu”.
Mais a pior parte é que vc nunca vai voltar a ser quem vc era, vc nunca vai perder o medo a sensação de inseguranças que vem todos os dias fazendo com que vc perda a confiança em vc mesma e não consiga sair sozinha sem o medo constante de que aconteça novamente, vc pensa todos os dias em fazer coisas para se machucar porem vc, não faz por q eu sei que tem gente que se importa comigo e sempre vão estar ao meu lado não importa o que aconteça, eu sei que tem gente que me odeia e que não queria que eu existisse porem eu existo e vou provar que eu existo por um motivo que vai fazer a diferença. Eu posso não estar todos os dias sorrindo mais eu tento e é isso que vale, o que vale mais pra mim é ver as pessoas que vc ama feliz. E outra eu sou muito curiosa para não terminar a minha história.
submitted by Poliana0401 to u/Poliana0401 [link] [comments]


2020.08.21 04:22 clzedi "O que sobrou de mim" (Ou "Último texto")

A dor é real. Eu sinceramente não sei o que vou fazer com a minha vida quando acabar de escrever este texto. Tenho seis cartelas de remédio, um licor forte, uma dor calcinante, mas também muita vontade de viver. As cartas estão na mesa.
Escolhi o Reddit por nunca ter usado a plataforma, e sei minimamente como mexer aqui. Perdoe qualquer gafe, confidente anônimo, mas não tenho coragem de expor isso publicamente em minha rede social, pra amigos ou seja lá quem for.
Hoje eu fiz a melhor viagem da minha vida. Sim, viagem, literalmente. 25km de percusso, numa estrada irregular, dirigindo aos máximos 160km/hr. Foi libertador, e tenho extremo pavor dessa sensação: sensação de liberdade completa, sem medo da dor ou da morte. Numa curva mais ou menos na metade do trajeto, um lampejo me bateu, uma pisada mortal no acelerador me jogaria barranco abaixo em um voo de glória rumo a seja lá qual lugar esteja reservado para mim. De repente, estou na pista novamente, a curva feita com uma precisão automática do cérebro. Algo dentro de mim insiste em viver, insiste em lutar.
Eu amo a vida. Eu amo tudo e todas as experiências. Eu sou realizado, tenho conquistas, sonhos que caminham a passos largos ao sucesso, em todas as suas definições. Tenho duas filhas lindas, felizes, carinhosas, o tipo de criança que qualquer pai se orgulharia. São minhas jóias raras, e vou carregar elas comigo dentro do peito eternamente, mesmo que o pior aconteça.
Eu sou casado a 12 anos. Pelo menos era, até uma semana atrás. Minha esposa, sem cobrança, sem reclamação, e tenho certeza, sem nenhum evento extraconjugal, me pediu divórcio.
Parece um resumo porco, mas é simples como parece, e complexo na prática.
A 12 anos atrás, eu era só um garoto com uma mochila de roupas, 25 reais no bolso, um violão nas costas, viajando para outro estado, para conhecer o amor da minha vida que havia descoberto na internet. Desse nossa primeira conversa eu já sabia que ela era a pessoa da minha vida, que tinha descoberto o amor que muitos cantavam em suas poesias, mas eu não conhecia antes dela. Fui para seu estado sem ao menos ver uma foto sua: não me importava qual era seu gênero, ou sua cor ou seja lá o que me esperava. Eu sabia que aquela simbiose não seria acharia em mais ninguém, e ela, independente de quem ela fosse, era a pessoa da minha vida...
... Quando cheguei, pude constatar: ela era linda. Tenho certeza de tê-la visto em meus sonhos de infância. Era linda, era inteligente, era perfeita em tudo.
É incrível como o passado pode ser tão lindo e cruel ao mesmo tempo, e na mesma intensidade.
12 anos...
Construímos uma vida juntos. Não foram tempos fáceis, mas ela continuava perfeita em tudo. Passamos fome juntos. Planejamos e criamos nossas duas filhas juntos. Tivemos crises, e resolvemos juntos. Viajamos juntos. Abrimos juntos nossa empresa. Crescemos juntos. Conquistamos a vida juntos.
12 anos...
Minha filha mais velha acabou de me ligar, interrompendo meu texto e meu devaneio. Tudo está de ponta cabeça, não sei o fazer.
Tomei metade da garrafa e reli o texto. Não me parece grande coisa, e não reflete nem 1% da história em seu contexto original.
Vou nomear esta metade de garrafa de "Coragem". Agora faltam os remédios e a outra metade. O rosto de minha filha está fixado na minha mente.
Há quem acredite em divina providência. Essa coincidência gritante me desestabizou, e ao meu texto, e a sua interpretação, confidente. As palavras já nem fazem mais sentido a essa altura.
Meus dedos estão molhados de lágrimas, bagunçando a tela e impedindo minha escrita. Como eu queria um abraço agora, mesmo que um abraço de um desconhecido... No ombro dele, eu choraria e diria como minha vida foi boa até aquele momento... Contaria todos brilhos nos olhos e frio na barriga que vivi até aquela hora...
Brilho nos olhos que não via mais nos olhos dela no dia em que ela me fez o referido comunicado. Eu estou morto por dentro... Aqui jaz o amor verdadeiro.
Ela está na casa da mãe dela, em depressão. Disse ao psicólogo que ainda me ama, mas por algum motivo, não quer mais viver comigo. Isso é ainda mais castigante, o fato de não saber o que está acontecendo! Eu faria qualquer coisa para vê-la feliz, eu morreria mil vezes por ela, e simplesmente ela me corta, a custos altos, de sua vida.
Eu chorei, entrei em desespero: por que? O que aconteceu? Eu preciso entender! Minha mente está cansada...
O licor é de pêssego. Muito bom, por sinal. Presente de um casal de amigos em comum para nós. Três maços de cigarros estão na cama, e as cartelas esperando serem devoradas... Mas o rosto da minha filha brincando comigo na chamada de vídeo está estampado em todos as quinas do meu cérebro.
A inocência delas me causam inveja num momento como esse. Queria pensar que é tudo passageiro, mas estou apenas esperando o lampejo, o mesmo lampejo da curva, e contando que desta vez minha mente não me proteja.
Você, confidente, pode me chamar de fraco, pensar que eu mereço isso... Eu não ligo. Ainda não cheguei no fundo do poço, mas espero que ele chegue logo. Estou em queda livre, e ganhando velocidade. Enquanto isso, me poupe de palavras e julgamentos vazios de quem não sabe o que é o amor.
O amor é puro, é lindo, e eu amo ela... Esperar essa situação se resolver pode ser o caminho mais sensato, mas é de longe o mais difícil. Sei que ela está doente, sei que não está normal, mas as palavras machucam e as ações mais ainda. Não sei o que vai sobrar de mim se eu decidir encarar este processo.
Eu amo a vida, mas eu quero que essa dor passe.
Filha, o pai te ama.q
submitted by clzedi to desabafos [link] [comments]


2020.07.12 06:09 saranonicknames Início de um sonho // Sempre dá algo errado

Hoje é o primeiro dia que entro nessa comunidade (fiquei sabendo por um vídeo) e isso que você está lendo também é o meu primeiro post aqui no reddit. Por alguma coincidência do destino, o dia de hoje foi interessante e importante para mim, o que normalmente (agora na quarentena) é bem difícil de acontecer, portanto, decidi compartilhar com vocês.
Eu tenho 16 anos e já faz uns 4/5 anos que aprendi a editar vídeos. Assim como todo mundo, comecei editando vídeos para a escola sem pretensão nenhuma e criando um canal no youtube de, adivinha só, minecraft. Essa parte não é muito importante, o fato é que editar vídeos começou a ser uma paixão para mim e meus amigos sabiam disso e me pediam ajuda com vídeos de trabalhos. Claro que eu ajudava, de graça, afinal eram meus amigos e eu nunca tinha pensado realmente em ganhar dinheiro com isso, até porque na época eu não era grande coisa na edição também. Os anos foram mudando comigo aprendendo mais sobre edição e passando horas e dias editando vídeos que me pediam, só por hobby mesmo, até que isso começou a me desgastar um pouco. Eram vídeos feitos de graça e que algumas pessoas ainda reclamavam de coisas específicas dele, e lá ia eu, arrumar o "erro" e reenviar, sem nem falar nada sobre. Até que hoje, depois de muitos vídeos editados, eu recebi meu primeiro "pagamento" pelo trabalho que eu AMO fazer. "Pagamento" entre aspas, porque não foi dinheiro mesmo, foi um jantar, mas eu não poderia ter ficado mais feliz por isso. Todo mundo fica feliz quando ganha seu primeiro salário e eu estava ganhando com algo que eu amo, era basicamente o meu sonho. Mas, se o título não deixou claro, alguma coisa estragou meu dia, o dia que era tão especial. Só faltava eu saltitar de felicidade quando o motoboy apitou na frente da minha casa com o lanche, estava chovendo e meu pai (bêbado) brigou comigo por ter que ir pegar o lanche na chuva, mas tudo bem, era algo normal, não iria deixar isso estragar minha felicidade. Ia vir um lanche para a minha mãe também, mas na última hora, esse restaurante negou o cartão, então só veio o meu jantar. Minha mãe não ficou muito feliz com isso, mas também não brigou. Enquanto meu pai estava pegando o lanche, minha mãe estava orando no quarto dela, mas não me aguentei e comecei a falar do quão feliz estava, obviamente ela não reagiu bem. Me mandou sair do quarto, porque ela estava ocupada. Não é algo que parece destruir infâncias ou coisas assim, mas doeu. Doeu, porque um sonho meu estava se realizando, e ninguém parecia ligar para aquilo, menos do que não ligar. O meu pai entrou em casa e tudo ótimo, eu pelo menos poderia aproveitar meu lanche em paz no meu quarto... se meu pai não brigasse comigo para comer na cozinha. Por 0 motivos. Nunca tinha falado isso antes. Toda minha animação já tinha ido embora. Aquele momento que parecia único e vitorioso, foi transformado em algo ordinário, sem valor. Insisti muito pra ir para o meu quarto e, quase chorando, fui. Subi as escadas e chorei sozinha no banheiro. Parece exagero quando vista essa situação de fora, eu sei. Eu concordo que palavras e ações tão simples quanto aquelas não deveriam estragar meu dia, mas não consegui evitar. Foi algo inesperado. Esperava orgulho, recebi indiferença. Pessoas que, na minha visão, deveriam estar tão orgulhosas, mas que provaram totalmente o contrário.
Não é uma história de perda, não é uma história digna de ser comparada com as mais tristes dessa comunidade. É apenas uma história de como palavras e ações pequenas podem se tornar algo grande. De como sua família muitas vezes é quem estraga as coisas para você, a sua família, que deveria sempre te proteger.
submitted by saranonicknames to desabafos [link] [comments]


2020.07.08 06:42 ridicula_27 Como ser "apaixonada" por três pessoas totalmente diferentes

Ok, isso é muito confuso, eu que vivo isso admito que é confuso, então vou utilizar nomes fictícios pra tentar explicar melhor e que fique um pouco mais fácil de tentar entender. Essa história é enorme aviso logo, então pega um café e se senta.
Eu mudei de escola quando eu comecei o 1° ano do ensino médio, numa escola integral, passo o dia todo lá. Nessa escola eu conheci uma menina que se chamava Isabella, que era muito legal, gentil e as gente combinava em muita coisa como gosto musical, séries e coisa do tipo, ou seja, tínhamos muitas coisas pra poder conversar. A gente era grudada na escola, tipo muito, claro que a gente era aberta pra outras pessoas mas sempre estávamos juntas. E depois de um mês desde que eu conheci a Isabella, eu comecei a gostar dela, mas eu tava muito limitada por ter acabado de sair de um "relacionamento" muito abusivo, me sentia mal por gostar dela, pq esse outro relacionamento começou quando eu vi que eu tava caída de amores por uma amiga (que a propósito não tenho mais nenhum contato com ela por tanto mal que me fez), então eu fiquei muito assustada por estar acontecendo a mesma coisa com a Isabella, medo que ela pudesse me faz mal como a outra fez ou pior. E pra correr dessa situação toda me afastei da Isabella, que veio conversar comigo pra entender o que tava acontecendo. Contei toda a história dessa menina pra Isabella mas também escondi o fato que eu estava gostando dela como algo a mais, com medo de que ela se afastasse de mim. Isabella entendeu bem minhas limitações e continuou do meu lado. Nesse mesmo mês, Isabella começou a ter várias crises de ansiedade por não se adaptar a escola e as pessoas de lá, ela não se sentia bem e faltava muito as aulas e foi nesse tempo que eu conheci um menino que seu nome era Kaio, e a gente era tão inseparável quanto eu e Isabella, ele vivia na minha casa, dormia, almoçava, a gente saía, então viramos melhores amigos. Sempre estávamos juntos, e por mais que Isabella tivesse me confidenciado que sentia certo ciúme do Kaio por eu estar sempre com ele, ela começou a falar com ele, e logo também viraram muito amigos. Um dia, eu fui na casa de Isabella pra fazer um trabalho com ela, e lá eu descobri ela tinha uma gêmea. Sim, uma gêmea, e o nome dela era Isadora, e ela não estudava na minha escola. O problema foi que quando eu estava lá na casa delas, Isabella saiu pra cozinha sem explicação nenhuma e me deixou no quarto com a Isadora, que começou a puxar assunto comigo sendo muito gentil e tão legal quanto a Isabella.
Conversamos muito, conversei mais com Isadora do que com a Isabella, que era a que eu estava com mais vontade de conversar. Isadora me tratou muito bem, e pegou meu celular salvando o número dela nele. Enfim, fui embora da casa delas e comentei com o Kaio sobre a Isabella ser gêmea e ele já sabia, o que me deixou muito desconfortável, não sei dizer o pq. Ele perguntou se ela era bonita quanto a Isabella, e eu disse que sim, as duas tinham uma beleza invejável o que não é mentira e Kaio sabia que eu tinha uma queda pela Isabella e sabia que eu era lésbica. Ele falou que iria fazer amizade com Isadora e eu não liguei tanto. Duas semanas se passaram e eu comecei a conversar muito com a Isadora, tipo mesmo, quase 24hrs por dia, com uma mensagem de manhã às 6 hrs até uma ligação de duração de 2 ou 3 hrs até 3 ou 4 da manhã. Nossa ligação era muito forte, mais tão forte que dizíamos o fatídico "eu te amo", que eu nunca levei pra um lado a mais, pq eu estava ainda muito caída pela Isabella, e Isadora sabia que eu estava gostando da irmã dela. Isadora sempre foi uma âncora pra tudo que eu passava em casa, e eu realmente prezava ela mais do que a mim. Mas tudo mudou quando Kaio veio conversar comigo sobre estar muito muito apaixonado por Isadora. Eu não sabia que eles conversavam do jeito que Isadora e eu conversávamos. Ela ou ele nunca me disseram nada. Quando ele me falou o que sentia por ela eu fiquei muito feliz, mas com um incômodo que eu não sabia explicar o que era. Kaio sempre foi um menino um pouco difícil por assim dizer, pouca gente gostava dele, pq ele era um babaca completo e eu sempre passei pano pra ele, então eu que sempre estava com ele, nós três na vdd, eu, ele e Isabella. Kaio e eu fomos na casa das gêmeas e foi lá que a merda começou. Kaio e Isadora se beijaram na minha frente. Isabella preferiu ficar no quarto dela, eu tentei ir com ela pra não ficar de vela, mas achei melhor não invadir o espaço dela. Então fiquei de vela pro Kaio e Isadora, não se beijavam mas sempre estavam se tocando. E nesse momento eu descobri que eu sentia atração por Isadora do mesmo jeito que Kaio sentia. Foi então que o inferno começou.
Kaio se declarou pra Isadora, que também disse que gostava dele, o que deve ter ativado alguma coisa na cabeça dele que ele começou a agir mais babaca do que ele já era, tratando as pessoas mal, se achando, se mostrando. Eu me sentia muito mal com a situação da Isadora, pq a Isabella mal falava comigo pq faltava muito as aulas, e a Isadora "retribuia" o que sentia por ele, e comecei a tratar ele mal na mesma moeda, porém sendo muito mais agressiva nas palavras. Um dia, eu notei que ela continuava a dizer que me amava e não dizia isso pra ele, pq sim eu ainda falava com ele mesmo odiando tudo que ele fazia. Mas um dia Isadora parou de falar comigo, sem motivos aparentes, e eu não aguentei mais e falei muita coisa com Kaio, culpando ele de muitas coisas inclusive de ter tirado Isadora de mim, foi feia a briga, tanto que a gente quase caiu no soco. Tiveram que me segurar pra que eu não fazer besteira e acabar sendo expulsa da escola. Eu parei de falar com Kaio a partir daquele dia. Isabella viu a "briga", que aliás, a escola toda viu. Ela contou pra Isadora o que aconteceu, que me ligou perguntando o que tinha acontecido o pq eu tinha brigado com ele, e eu só chorei feito um bebê e contei pra ela o que eu sentia por ela. Ela simplesmente não falou nada e desligou a chamada. Depois daquele dia, ela não me mandou mensagem ou me ligou mais. Isabella continuou a falar comigo e com Kaio, nunca ao mesmo tempo.
Umas semanas se passaram e eu conheci uma menina, seu nome era Melissa, que era de outra turma de 1° ano. Começamos a conversar bastante, quando Isabella faltava, eu passava meu almoço com Melissa, que sempre me beijava no rosto ou me abraçava, então as pessoas começaram a pensar que eu e Melissa tínhamos alguma coisa, mas não tínhamos, éramos só muito amigas (que sim, dávamos selinhos pra nos cumprimentar ou despedir, um carinho, não levei nada disse a sério também). Eu não ia muito na casa das gêmeas por ser muito longe e perigoso, mas a casa de Melissa era ainda perigoso mas um pouco mais perto da minha casa, então eu sempre que podia ia na casa de Melissa. Fazíamos vídeos, fotos, a gente conversava, e coisas que amigas fazem. Melissa era apaixonada pelo meu primo (muito babaca por sinal) e eu ainda sentia a falta tremenda de Isadora. Descobri logo depois que Melissa era nada mais e nada menos que a fucking EX do Kaio. Como eu disse, fazíamos vídeos e Melissa sempre fazia questão de gravar eu e ela dando selinho, o que eu nunca vi nenhum problema. Todo mundo sempre via a gente como casal, pq ne, mão dadas, beijos, abraços, carinhos, enfim. Um dia Isabella conheceu Melissa, e o que eu já imaginava, eu tive certeza: Isabella não gostou de Melissa. Não sei o pq até hoje, dizendo Isabella que foi ciúmes, o que eu não sei se acredito, talvez seja uma possibilidade. Melissa gostava de Isabella, na vdd, não tinha nada contra, mas ela realmente não gostava de Isadora, e Isabella chegou a me dizer que Isadora também não gostava nenhum pouco de Melissa. Mas eu não liguei muito pra isso. Eu comecei a ver Melissa de outro modo, o jeito que ela me tratava, cuidava de mim e logo vi que eu tava em um dilema enorne: Eu estava/estou apaixonada por três meninas ao mesmo tempo. (Fogo no rabo? Com certeza)
Os fatos importantes já foram ditos, o desfecho dessa história toda foi:
• Isabella saiu da minha escola e foi estudar na escola que Isadora estudava.
• Kaio e Isadora não chegaram nem a namorar, foram ficantes por somente umas duas semanas e só. Hoje não se falam mais por nada nesse mundo.
• Eu briguei de soco com meu primo que Melissa gostava, pq ele fez mal a ela, e ela meio que parou de gostar dele.
• Pra esquecer o meu primo, Melissa começou a ficar com um menino que eu não gostava e ainda não gosto. Antes que eu falasse a ela o que eu sentia, eles começaram a namorar e Melissa se afastou de mim. Eles namoraram e terminaram perto de fazer um ano, ele foi tóxico e traiu Melissa.
• Kaio mudou bastante, se redimiu com todos, mesmo sendo chato as vezes, ele amadureceu. 6 meses depois da briga toda, eu resolvi conversar com ele, deixar tudo pra trás, até pq a gente era muito infantil por brigar por uma menina. Hoje estamos bem.
• Isadora nunca mais falou comigo no Whatsapp pra nada, enquanto eu ainda conversava relativamente muito com Isabella. Melissa também mal trocou uma mensagem comigo.
• Fui na casa das gêmeas no começo do ano, Isabella preferiu ficar com seus outros amigos, enquanto eu conversei com Isadora sobre tudo que tinha acontecido. Quando eu voltei pra casa, Isadora preferiu continuar não falando mais comigo pelo Whatsapp. Só quando ela quer.
• No final das contas, acabei sem nenhuma das três. Isabella e Isadora não falam muito comigo e eu e Melissa conversamos muito, mas ela ainda me vê só como amiga. Mesmo que as vezes eu demonstre que eu quero algo a mais. Então eu meio que parei com as investidas.
Eu me sinto mal pq penso que poderia ter sido diferente, eu poderia ter pelo menos a amizade das três, se não fosse essa minha confusão toda e carência.
submitted by ridicula_27 to desabafos [link] [comments]


2020.07.02 21:21 porfora Me sinto um refugiado/exilado

Tenho 30 anos, eu e minha esposa nos casamos e fomos para a Itália tirar a cidadania e então o plano era ir para a Nova Zelândia. O plano foi por água abaixo porque as passagens estavam muito caras mesmo, decidimos ir para a Holanda, as coisas deram errado por lá e viemos para Londres. Em 2 semanas em Londres já tínhamos empregos e nosso apartamento alugado, as coisas acontecem rápido de verdade em Londres. O tempo foi passando e fui percebendo que como o trabalho é posto aqui não é da melhor maneira possível - explico - tem trabalho, pagam perto do mínimo (o que da para se sustentar tranquilo por aqui), mas te exploram o máximo que podem com quase nenhum direito trabalhista, até onde eu sei.... Aqui rola o clássico: negocia com o patrão, e todo mundo sabe que com patrão não se negocia nada. Comecei lavando pratos, passei a fritar batata frita e saí do emprego porque estavam me pagando errado no fim do mês por dois meses seguidos, falando que arrumariam no próximo. Meu segundo emprego foi no restaurante de um hotel 5 estrelas, meu trabalho era levar os pratos da cozinha até o garçom. Simples. E ainda assim, de alguma forma, alguem fazia com que eu me sentisse burro todos os dias, sem exceção. Meu ultimo emprego no Brasil foi dando suporte à crianças com autismo, eu estava cursando psicologia e decidi trabalhar com isso aqui para resolver pelo menos a insatisfação com o trabalho. Saí do hotel que dinheiro nunca era problema no final do mês, para receber o mínimo e tentar ser feliz. Spoiler: não fui. Todo mundo acha que aqui é primeiro mundo e absolutamente tudo é melhor do que no Brasil... Essa casa que estou trabalhando chega a me dar calafrios quando vejo como os 5 usuários são tratados. Eles estão seguros? Sim. Estão confortáveis? Sim. Alimentados? Sim. O problema está em como são tratados, muito grito, nenhuma técnica, nenhum protocolo e nenhuma vontade de ajudar eles a melhorarem suas habilidades que possa levar a uma maior independência. O pior de tudo é que as vezes que eu tentei começar alguma coisa, recebi uns olhares meio tortos, ouvi para deixar isso para lá, até que em certo momento o gerente disse que não tem nenhum "superstar" aqui. Desde então venho para cá para cumprir minhas horas que serão pagas no final do mês, virei parte da engrenagem.
Não temos amigos aqui. Temos um casal de amigos, bem diferente dos amigos que temos no Brasil. Adoramos eles, mas eles são mais chegados.em outros amigos os quais não nos damos lá muito bem, não por falta de tentar.... Não é que são más pessoas e que não podemos almoçar juntos num domingo, mas.não há conversa decente, a cabeça é muito diferente... Eu não consigo explicar, mas não é só por ser brasileiro que consigo considerar como amigo. Aqui em Londres ainda rola uma desconfiança de tudo e todos, tem muita gente pela grana....
Se fazer amizade com brasileiros não é fácil, com estrangeiros é ainda pior... Ninguém nem da abertura para ninguém.
Com a pandemia, minha esposa está trabalhando como babá para uma familia, ela ganha pouquinho porque trabalha apenas 3 horas por dia... Então o dinheiro está começando a ser uma questão de preocupação para a gente. Pagamos nossas contas e ponto.
Sendo assim, não conseguimos viajar nem sair para nos divertir.... Minha esposa não consegue pagar um curso que ela gostaria de fazer para estar melhor colocada no mercado de trabalho. Já eu, não consigo pensar em nada porque da porta da minha casa para fora, eu não gosto. Para entrar numa universidade, primeiro teria que ter dinheiro, depois melhorar meu inglês (principalmente o escrito) e depois negociar comigo mesmo morar mais 4 ou 5 anos aqui.... O que me dá palpitação.
Para ajudar, meu avô faleceu há uns 2 meses e isso mexeu comigo porque estou pensando que pela ordem natural da vida, isso acontecerá com meus pais ainda.... Não tão cedo eu espero, mas tenho que encarar que isso pode acontecer.... E quanto mais tempo fora, mais raízes para cortar aqui e poder estar com eles.
Sinto muita saudades da minha familia inteira, isso inclui minha grande família e a grande família da minha esposa.... Crescemos com encontros de família e de repente, não mais.... Vacilei achando que não sentiria tanta falta ou que me acostumaria. Sinto falta do meu cachorro, a ponto de dependendo do dia chorar de ver ele no vídeo.... Porque ele é o único que não entende o porque eu sumi e não voltei. Quanta culpa.
Do fundo do meu estômago eu quero voltar para o Brasil, minha esposa não.... Ela tem o pensamento mais lógico como sei que muita gente aqui vai ter. E como já ouvi de muitos amigos.
"O Brasil nao tá facil, fica aí" "Se aí ta ruim, imagina aqui?!"
E por ai vai.... Eu respeito e entendo, por isso que me sinto como refugiado ou exilado, eu amo tudo o que eu tenho no meu país, mas não consigo voltar porque de fato para recomeçar uma vida aí nao é o momento mais adequado.
A pergunta que me tira o sono ê "Quanto tempo esperar?"
Entendo que a decisão de sair do país foi nossa e que eu deveria ter pensado em tudo isso.... Eu pensei, só nunca tinha sentido o coração doer sentindo falta das coisas que o dinheiro não pode comprar.
Todo dia acordo pensando em quando vou conseguir voltar para o meu país e me virar. Mas esse é o tipo de conversa que não posso ter com absolutamente ninguém. Meus país me falam para voltar e qualquer outra pessoa fala que não deveríamos voltar...
Suicídio já foi considerado, porém desconsiderado devido aos custos de mandar meu corpo de volta, como minha esposa ficaria de me encontrar e depois como todos ficariam se sentindo. Ja me basta ser um estorvo em vida, não quero causar problemas depois de morto.
Desculpem se alguma coisa parecer confusa, sigo para esclarecimentos. Desabafei? Sim, mas nao.me sinto nem 1g mais leve
submitted by porfora to desabafos [link] [comments]


2020.06.21 21:09 Apectocio Minha Biografia

no 3º ano do fundamental eu conheci um grande amigo chamado de gabriel e dps eu tive que sair da escola e quero contar isso para vcs como foi ficar 3 anos sem o meu melhor amigo

1º ano

Eu tinha me mudado de escola devido a crise que teve em 2012 que afetou a minha família e meu pai acabou perdendo o emprego e troquei de escola de para um Sesi pequeno no 5 º ano e que estava com problemas financeiros, quando eu cheguei eu n consegui fazer um amigo e todo o recreio eu sentava sozinho em um canto ao lado da sala dos professores, até que depois de um tempo a coordenadora da escola passou onde eu tava e perguntou pq eu estava sozinho no recreio bem eu disse q não consigo ter um amigo pq não conseguia ter um assunto e ela me levou em um grupo da minha sala e me apresentou e fiquei com muita vergonha, o grupo só ignorou a minha existência e acabou o recreio.
Bem depois desse dia a coordenadora disse para todos os professores, e todos os dias a coordenadora pedia para um grupos de alunos ir conversar comigo e eles iam lá para conversar bem eu falava coisas bem curtas e depois de um tempo de silencio eles iam embora, meio ano passou o meu pai começou a trabalhar de "Tio de piruá" na minha escola e até que a coordenadora me puxou para uma sala e me apresentou um grupo que era um grupo de robótica e na quele dia fiquei muito confortável me sentia finalmente em casa pq eu gosto de Tecnologia e não precisava falar muito o grupo era de 3 garotas do 3º ano do ensino médio e 2 garotos do Ensino médio e um professor de robótica eu ficava quieto escutando e gostava de ouvir a conversa deles, mas nem tudo era um 1000 maravilhas eu tirava notas baixas pq eu não conseguia aprender até que a diretora da escola chamou o meu pai para conversar sobre o mim.
Depois desse conversa o meu pai falou para minha mãe resolver esse problema, e foi passou em médicos e a diretora queria a que eu passasse em uma psicóloga, o ano estava acabando as minhas notas não se encaixavam para passar de ano e na reunião de pais, e minha mãe disse para mim que passei só por uma coisa a minha mãe e a diretora fez um trato é que eu fizesse um curso do Kumon aceitou a proposta, e vamos lá para o 6º ano do ensino fundamental.

2ºano

6º a sua rotina escolar muda agora não é 1 professor são 5, no inicio do ano a escola teve que demitir o professor de robótica e acabou o grupo todos os alunos foram para a faculdade e fiquei de novo sozinho e agora estou fazendo kumon estava começando a ficar louco, que quando o professor disse que de um trabalho de casa eu simplesmente chorei na sala de aula e o professor conversou comigo e disse que eu nem tava tendo um tempo de "viver" a minha vida finais de semana cheio de lições de casa da escola e do kumon e quando eu chegava em casa o meu pai estava só cansado e não gosta de falar comigo até nos dias atuais
Metade do ano se foi, eu comecei a ir em uma psicóloga eu falava com ela pq eu pensava que tudo se resolvesse e fosse uma pessoa normal e eu precisava em colaborar com ela
O Sesi começou a falir não tinha professor de matemática trocaram por 5 professores que não conseguiam passar a matéria na sala de aula , e a minha media de notas de 7 ou 6 foi para 2 ou 3 depois de ver essas notas eu comecei a esconder as minhas provas de baixo da minha cama eu não queria ver a minha mãe triste, estava começando a ter a pensamentos tipo "Se eu repetir 1 ano eu vou ser um Jé ninguém eu não quero viver desse jeito! eu não ligo para a minha vida se eu viver como um Jé ninguém, apesar qual é o sentido da minha existência? as pessoas são melhores do que eu sempre conseguem tirar um 10 e viver a sua vida e eu me matando por um 6 ou 7 e me matar para fazer um trabalho chega desse loop infinito!" de madrugada eu tava fazendo as lições de do Kumon até que eu peguei um papel no bloco de notas e escrevi e depois comecei a sentir uma dor intensa nas minhas costas, uma dor que não dava para descrever uma mistura de ardência e dor em minhas costas e fui parar em um hospital.

2,5º ano

Fui para um hospital publico e demorei umas 2-3 horas fui atendido com medico cubano eu disse que eu estava com uma dor insuportável em minhas costas ele falou que queria ver as costas, eu não tinha visto em casa, e tinha umas bolhas e minha pele estava avermelhada, o medico pediu para deitar na maca e falou que ia apertar a minha barriga, eu disse " okayy né você tem o diploma você sabe o que está fazendo né" ele deu uma apertada na minha barriga de uma forma quase saiu os meu órgãos pela a minha boca, depois de ter apertado a minha barriga falou que a intenção era de VoMItAr, eu e meu pai que tava do lado a gente ficou com uma cara de "excuse WTF!" e ele disse que era virose então eu e meu pai saiu de madrugada quase amanhecendo do hospital, fomos em medico decente e disse que eu estava com o Herpes Zoster (caso não sabe, pesquise), comecei a tomar muitos remédios indo para a escola cheio de dores na minhas costas
Passou 3 meses e finalmente curado! eu lembro do meu medico que a causa pode ser tanto de estresse ou imunidade baixa e depois desse dia eu comecei a a cuidar da minha saúde, escola acabando e notas 2 ou 3 era toda hora em matemática, eu por desespero eu fui tentar colar com uma calculadora na prova não deu certo zeraram a minha prova.
Reunião de pais foi diferente dos anteriores, a diretora chamou o meus pais para conversar a sós e falou que não da para me passar de ano com as minhas notas me repetiram de ano depois desse disso eu só passei o dia para baixo, eu sentei em um degrau das escadas e meu pai chegou sentou ao meu lado, e disse que não precisa se preocupar esse ano foi difícil para você que ele não entenderiam como foi, eu entrei no carro eu tava no banco de atrás a viajem para a casa foi a minha mãe reclamando para o meu pai que tinha que por na escola publica não adianta investir em mim eu só ignorei
Dezembro estava dormindo na casa da minha vó o meu pai tinha arrumado um emprego mas tinha que viajar e demorava 3 meses para voltar e minha mãe tava trabalhando
Ano novo agora vai ser um ano bom 2016 tem que ser ótimo! já me matriculei em outra escola...
3...2..1!

3º ano

Nunca tinha visto os fogos de artifício de um jeito que parecia uma esperança uma coisa nova a cada ano ver os fogos queimando no céu e explodindo as pessoas se abraçando comemorando o seu amor e carinho da própria família e consegui perceber que a coisa mais valiosa foi ter a minha família que sempre estarão ao meu lado se pisar na bola isso foi inacreditável que eu pensei
Fevereiro comecei a escola nova que se chama Escrevivendo , e no primeiro dia conheci uma Garota mas MUITO diferente do normal ela nunca quer conversar com o grupo de garotas da sala pq são muito mesquinhas para ela, eu fui me apresentar para ter um amigo para ela e sinceramente acho que quando eu conheci ela acho que mudei de pessoa uma mais extrovertido, o nome dela é Pietra ela falava que tinha um namorado no 6º ano para mim soava um pouco irônico por ser muito nova, ela gostava muito do Doctor who e mostrou um cantor que tanto eu gosto até hoje Joji Tvfilthyfrank hoje em dia eu gosto mais do Joji kkkk
Até que um dia eu pela a primeira vez eu senti apaixonado por uma pessoa que a sensação de amar ela do simples fato que ser ela mesma e diferente, depois de conhecer ela o maior motivo era alegrar o meu dia ao lado dela e dar gargalhadas em um vídeo mais idiota que a gente achou na internet sobre chaves, aiai! que saudades! até que em um dia ela chegou para mim que e falou a verdade que não queria nem um relacionamento bem nessa parte eu tinha entendido também a gente era novo para isso .
Pietra se você estiver vendo isso te amo FEDIDA!
O meu pai me deu o primeiro celular um moto g1 finalmente! e geralmente o colégio no final do ano faz uma feira cultural e precisa do celular para os professores amurarem os alunos para dança mas que coisa vergonhosa, e o grupo era no facebook então tive que usar a minha conta que tinha feito a muito tempo atrás, abri o app de mensagens do facebook eu eu tenho umas mensagens de um tal de Gabriel, eu não me lembrava mesmo pq fazia muito tempo eu ignorei
Fiz a minha parte do trabalho e passei de ano! dezembro de novo na casa da minha vó até que eu lembro quem foi o Gabriel no 3 º ano do fundamental até que eu respondi ele CARA É VC? bem depois desse dia a gente ainda é melhores amigos a gente fica jogando se divertindo e vendo filmes, A Pietra não falo muito mais com ela pq tive que trocar de escola (Um dia eu vou fazer um desabafo só do Gabriel pq tá enorme isso !)

Conclusão

Meu a vida é importante se a situação tá ruim é para melhorar, se vc tem problemas procura um medico fale com pessoas a sua vida é importante! e quero que goste da minha biografia apesar que é mais puxado para desabafo
Tchau Galera! e um grande abraço em vcs!
submitted by Apectocio to desabafos [link] [comments]


2020.06.21 20:43 Wooden_Statistician3 Tudo que falo só piora e só queria que voltasse a ser como era antes

Desabafo. Há alguns meses casei, depois de menos de um ano de namoro. Apressado? Com certeza. Mas as circunstâncias meio que pediam. Ela veio de uma família extremamente quebrada e tóxica. Vivia sozinha há alguns anos, dependendo de auxílios de faculdade, parentes que só sabiam reclamar de estar ajudando, etc. Ela tem depressão profunda, e não tinha nem como se tratar.
Quando a conheci ela estava namorando, mas um namoro só de fachada, pois na verdade ele era abusivo e não deixava ela terminar, sob ameças contra a própria vida por parte, e à vida dela por partes de parentes dele. Durante boa parte da sua vida, a chamaram de feia, estranha, etc. Na faculdade as coisas mudaram, e começaram a enxergar a sua beleza, ficou com vários, mas sua auto-estima baixou tanto ao longo da vida que ela aceitou namorar com essa cara, sem nunca de fato querer, e acabou presa nesse relacionamento por mais de 2 anos.
Eu só tive uma namorada, há mais de 10 anos, e um crush forte até alguns anos atrás, o qual acabou em inimizade total. Sempre percebi que não era interessante pra nenhuma garota, na aparência, e nunca tive qualquer desenrolar pra "chegar". Depois de namorar, tomei gosto, e tentava. Porém do meu jeito tímido e, claro, ineficiente. Anos disso me fizeram perceber que não havia porque eu ficar insistindo em "achar alguém", se fosse acontecer seria no dia-a-dia normal, ou quando eu realmente me melhorasse como pessoa. Foquei então na minha educação e no profissional.
Um dia ela, ainda em namoro abusivo, falou comigo pelo Whatsapp, tarde da noite. O meu racional dizia pra eu ir dormir, pois a pessoa responsável e profissional dorme cedo e acordar cedo (ou assim deveria, pelo que dizem). Mas algo me fez querer falar com ela, mesmo que ainda de forma um tanto fria, admito. Papo vai, papo vem. Como parecia ser só uma amizade, eu falei abertamente com ela, inclusive quando ela perguntou de relacionamentos/crushes passados.
Semanas depois, ela termina o namoro e diz que gosta de mim. Pela primeira vez em muitos anos volto a sentir aquilo que senti no primeiro namoro. E ficamos, e namoramos, e tudo foi muito intenso. E então casamos, para que ela pudesse ter acesso ao meu plano de saúde como dependente e tratar, principalmente, da depressão, pois várias noites a vi chorar pelo seu passado que ainda atormenta o seu presente: ela não consegue nem mais estudar e boa parte das tarefas domésticas ficam pra mim. Mas havia tudo pra melhorar, não havia? Infelizmente, tudo mudou um dia.
Ela acordou e disse que sonhou que eu falava que eu achava aquele meu crush forte (Fulana) de alguns anos antes mais bonita que ela. Depois de algumas horas, como se perguntasse algo banal, ela perguntou se achava mesmo. O problema: eu considero a Fulana bonita, mesmo nível, mas o sentimento que existe é pela minha esposa e, obviamente, ela me é "a mais bonita". Mas ela não aceitava esse tipo de resposta, ela queria que eu respondesse de forma crua. Eu, que sempre procuro ser honesto, correspondi. Como considero as duas de mesmo nível, foi difícil. Conseguia lembrar de momentos onde uma estava mais bonita que outra, mas não chegava a "vencer". Uma certeza eu tinha, e continuo tendo, minha esposa tem a maior capacidade, ou seja, consegue ser a mais bonita. Mas ainda assim minha resposta não foi suficiente: ela dizia que eu estava enrolando, com medo de dizer a verdade. Não entendi do que deveria ter medo afinal, pra mim, a resposta mais direta e crua não fazia a menor diferença nos meus sentimentos para com ela. E, se eu estivesse raciocinando direito eu teria percebido a armadilha bem ali na minha frente, mas eu caí nela quando ela novamente exigiu a resposta direta e crua: ou ela ou a Fulana. E eu falei a Fulana.
E, de repente, ela começou a me atacar. Dizendo que eu acho a Fulana "linda e maravilhosa" e ela feia (quando pra mim ambas tão no mesmo nível, e pra mim ela vai ser sempre a mais bonita, pois é ela que eu amo). Que meu sonho era que tivesse dado certo com a Fulana, mas que ela foi o que deu (quando ela, e somente ela, que conseguiu reacender meus sentimentos, mesmo quando tudo dizia que não valia a pena sonhar com isso (afinal ela tinha namorado, etc.). Eu tentava explicar meus sentimentos, mas nada adiantava. A frustração, a angústia tomou conta e então, a raiva. Raiva de como algo que estava morto no passado, voltou pra me assombrar. Raiva de que algo completamente irrelevante no meu presente, e portanto nosso presente, estava ali, destruindo nosso casamento. Pois ela começou a querer ir embora, anular casamento, se separar. E na tentativa de melhorar as coisas, eu sempre piorava. Acabei falando palavras (que pra mim não teria tanto significância se ela dissesse), mas infelizmente pra ela tinha: disse que ela estava sendo "idiota" por insistir tanto nas afirmações desses ataques e desconsiderar completamente o que eu sinto e falava. Só estava tendo "amenizar" a situação, segundo ela. E que no fundo, eu queria alguém """melhor""" que ela.
Isso foi uma tarde. Ela eventualmente parou quando percebeu o quão mal eu estava. E claro que eu estava. A pessoa que eu amo e por quem eu faço tudo, praticamente "inventou" um motivo pra me atacar. E daí que numa análise crua e racional, naquele ponto específico da história, a Fulana havia "vencido" no concurso de beleza entre as duas. Grande bosta. Minha esposa continuava sendo bonita, e pra mim e meu amor, a mais bela. Era ela que realmente havia gostado de mim, era ela que quis casar comigo, era ela que me acompanhava nos filmes de sábado à noite, era ela com eu me via vivendo pra sempre do lado. E de repente, parecia que nada mais disso iria se tornar realidade e por quê? Por algo que nem ao menos mudava o que eu sentia em relação a ela e nunca iria.
Durante o final da noite, eu tentei dormir, mas não conseguia. Tentei assistir vídeos de "como lidar com a pessoa amada em depressão". E ela começou a chorar do meu lado, muito. Larguei o vídeo, abracei-a. E ali as gentes se aceitou novamente. Ou assim parecia, porque poucos minutos depois, ela pergunta, inocentemente, se eu acho minha irmã mais bonita que ela. E o fato é, se eu dissesse que não seria uma bela duma mentira, e mesmo que eu achasse, ela diria que eu estava falando aquilo só pra agradar. E eu, O idiota, achando que estava tudo bem de novo, respondi que sim. E novamente ela começou a me atacar. E POR CAUSA DA MINHA IRMÃ!?
Atualmente eu me considero forte pra aguentar essas coisas, mas não dava mais. Ela quebrou minhas defesas com esses ataques. E tudo que ela me falava soava como "EU TE ODEIO". E eu aceitei esse ódio dela, pois, afinal, ela devia estar certa. Eu sou uma pessoa com 30 anos, aparência ok, mas que não tem amigos e só teve uma namorada antes dela. É óbvio que tinha algum problema, o problema de que eu era detestável. Eu sempre tentei demais ser prestativo e tudo mais, mas quando o assunto são sentimentos eu nunca consegui transmitir isso. Abraço minha mãe quatro vezes ao no: aniversário dela, o meu, dia das mães e natal. Sempre um abraço bem "desengonçado". Eu noto isso, mas sempre foi assim, e eu não sei mudar. Eu sei o que eu sinto, mas minha demonstração é e sempre vai ser insuficiente. E por isso todos ou acabam por me detestar ou se afastar de mim. Mas eu realmente pensei que com ela seria diferente.
Alguns dias se passaram e as coisas até foram melhorando. Até que cai tudo de novo. Ela conta pra uma pessoa, que mal conhece, que eu achava que ela na praia não ficava tão bem quando dentro de casa. Sim, eu havia falado algo do tipo, quando no começo da discussão ela pedia pra eu ser mais direto. Oras, ela tem umas manchas, gordurinhas a mais, etc. do que a fulana. Eu me sinto menos bonito do que um cara que não é assim, mas nem por isso me acho feio, ou ache vou sempre ser inferior. É só eu cuidar disso. E se não cuido, é porque tenho outras prioridades. Da mesma forma com ela. Não acho ela feia, nem menos bonita, só relatei o óbvio. E se ela não quiser cuidar, ou não conseguir cuidar, não é problema pra mim. Eu casei com ela pelo pacote completo. E assim como eu, ela também vai com o tempo perder pontos na aparência. E assim como eu, espero que ela ainda me ame, ainda me ache bonito, com eu continuarei amando ela e achando bonita. Mas não importa eu falar isso. Pois ela quer sempre dizer que tudo isso que eu falo é balela, enrolação, agrados, etc.
Pelo meu jeito detestável de demonstrar sentimento ela perdeu totalmente a confiança nos meu sentimentos, a ponto de nada o que eu falo valer mais. Ou talvez, no fundo, ela espera que eu seja pra sempre tão bonito quando ela acha atualmente, e quando eu não foi mais, ela vai me trocar por alguém que envelheça melhor. Mas se eu falo isso pra ela, ela bate o pé pra dizer que pra ela é completamente diferente, que o sentimento dela é real, mas que o meu? O meu é de mentira, porque assim ela decidiu. E ela ainda diz que eu mereço alguém ""melhor"". Mas o fato é, que ela se estiver certa, o que eu mereço é desaparecer. Pois o meu eu que ela odeia, é o único eu que existe. E se ela não é capaz de amar esse meu eu, e insiste em brigar, está mais que na hora de ela admitir o que está bem na frente dela: ela não me ama. Não mais. Só espero que não tenha sido nunca. Porque pior que ver tudo se destruindo e não poder fazer nada, pois nada do que eu falo impede, pelo contrário, piora, e ficar calado não é opção, então que pelo menos não tenha sido tudo uma mentira.
E hoje ela do nada veio falar que tá com medo de engordar, pois, segundo ela, eu falei que iria querer outra se assim acontecesse. Eu nunca falei isso, assim como nunca falei outras coisas com as quais ela vem me atacando. Mas o pouco que eu digo, se transforma num muito na cabeça dela. Eu não aguento mais. Eu peço pra ela parar, mas ela insiste em, nas palavras delas, "me colocar contra a parede pra botar as verdades pra fora". Mas do que adianta isso, quando ela já decidiu o que é verdade e o que é mentira? Nada, e por isso eu só queria que ela parasse. Que não pelo amor que ela supostamente sente por mim, mas pelo menos em consideração a tudo que eu fiz por ela.
Pois agora eu já não sinto nada. Um nada que não me permite nem ao menos dizer o que sinto por ela. Mas enquanto eu quero acreditar que ainda amo ela, ela insiste. Eu novamente pedi pra ela parar, e afirmei que não sei mais se gosto dela, mas que se ela realmente me ama, ela tinha que parar, e me deixar sentir novamente. Mas meu medo é que ela continue (ela está passeando com uma amiga nesse momento), pois se ela continuar o pior vai acontecer. O amor vai virar ódio. A vida vai virar morte. Figurativamente (apesar de temer, e muito, que aconteça literalmente para ela).
submitted by Wooden_Statistician3 to desabafos [link] [comments]


2020.06.20 22:13 izamariali Rennon

Olá,Sua namorada aqui (eae)não sei o que deu em mim pra fazer esse vídeo,eu ia fazer mesmo só mais uma carta que eu sempre faço e seria mais uma pra contar o quanto eu te amo e coisas desse tipo,pensei tbm em só falar pessoalmente (essa é a mais difícil de acontecer)mas depois eu desisti pq eu quero que entre na sua cabeça que eu amo você ou tudo que eu dizer aqui,algumas você releve tá não sou tão boa com isso,olha você pode ter certeza que eu errei muito fazendo esse vídeo,que eu nunca sei se estou fazendo certo,eu escrevi um mine “roteiro” pra saber alguns tópicos para falar e eu escrevi e reescrevi li e reli tudo isso pra ficar o mais importante possível,eu não sei como você tá vendo isso pq eu planejei várias coisas pra conseguir mandar isso pra você,eu ia mandar pra lydia pra ela te mandar hj,ou Kevin,ou Robson,ou Jhecy,acredita em mim eu pensei eu tudo,não sei se ficou bom mas eu pensei,esse é um daqueles vídeos que eu falo que te amo o vídeo inteiro ,mas não é esse o único intuito,quero tentar explicar o por que,quero fazer esse vídeo para toda vez que você estiver mal,ou que a gente brigar,eu quero que você venha ve-lô e sempre lembrar que eu tou só seu lado,vamos começar,eu sei que não é uma data especial demais,sei que é mais um mês e sei tbm que é mais uma meta comprida para o nosso objetivo que seria o resto da vida,eu amo você,eu sinto que eu te amo demais,eu sinto que mesmo que eu tente dizer todos os dias que te amo para o resto da minha vida não vai ser o suficiente,eu posso ficar horas e horas falando o que eu amo em você,eu te amo tanto que eu não sei oq dizer o tá você ,eu amo o jeito que você sorri enquanto fala,eu amo o jeito que as linhas do seu rosto são perfeitos,eu amo seu jeito de andar,amo a sua voz,eu amo tanto você que eu não sei oq fazer em hora de raiva cntg,eu te amo que eu não consigo ver defeitos em você,eu amo tanto você,eu sei que você guarda minhas cartas,e sabe que eu amo escrever sobre você,falar,pensar.Como já diria o sábio Gabriel Elias mesmo sem ouvir sua voz eu penso em nós,eu amo você e disso você sabe,olha amor eu sei que nada pode impedir da gente crescer junto,e viver junto,hj em catolé queria um lugar bonito pra te mostrar isso,estou junto cntg,eu estou pra você e com você,amor eu não quero prometer que vou fazer uma coisa mais especial a cada mês,mas prometo tentar fazer vc me amar mais a cada dia,assim como eu te amo Eu não sei se você percebeu que eu estou sem a minha aliança,mas... vai eu do futuro entrega aí 😌
View Poll
submitted by izamariali to u/izamariali [link] [comments]


2020.06.14 19:26 LilMedds Meu melhor amigo se matou

Ele fez isso na madrugada do dia 12. A gente enterrou ele ontem, foi a coisa mais difícil que aconteceu na minha vida não da pra acreditar Já perdi meu vô, minha vó e conhecidos que sabia que era a hora deles, mas dessa vez é diferente pq não era a hora dele. Ele ainda tinha muito sonho pra realiza e toda a vida pela frente. Tenho 16 anos, ele tb, ia fazer 17 esse mês. A gente é amigo desde que eu me entendo por gente, quando a gente tinha 3 anos na pré escola. Depois a gente foi pra mesma escola no fundamental e passo a vida toda junto. Na quarentena a gente tava conversando todos os dias, lembrando das coisas boas e rindo das nossas bobagens mesmo, quando a gente era feliz e não sabia. Dia 11 ele mando um vídeo chorando. A gente converso um pouco e ele mudou de assunto, e a gente ja tava rindo de novo, foi bom pra mim pq eu n queria ter aquele tipo de conversa pesada na hora. A gente tava conversando todas as madrugadas. Só que dessa vez eu fui dormir um pouco mais cedo... só fui ver os áudios e as mensagens dele se despedindo quando já era tarde demais. Tão tentando me convencer que não, mas eu sei que se eu tivesse visto na hora ou ter conversado melhor antes e ter falado tudo que eu to pensando agora que já é tarde nada disso teria acontecido. Ele não mandou nenhuma mensagem pra mais ninguém, só pra mim. Acho que ele queria que eu tivesse la nessa última hora pra convencer ele a não fazer isso, se não não teria pq ele ter mandado alguma coisa, então eu sei que é verdade To realmente sem chão pq n sei como vou fazer sem ele aqui. Mesmo se eu alcançar todos os meus sonhos, não faz sentido se ele n vai ta la comigo. As pessoas dizem que eu posso confiar nelas pra tudo, mas tlgd, ele era a única pessoa que eu realmente podia confiar pra tudo. Quando qualquer coisa acontecia, ele era a primeira pessoa que eu ia falar antes de todo mundo. E agora que isso aconteceu, ele é exatamente a pessoa que nao ta aqui comigo. Foi a coisa mais assustadora da minha vida ver a mãe dele gritando por ele, ela abdicou de muita coisa na vida dela pelo filho e eu nunca senti tanta dor em um abraço como o dela ontem. Ela disse que eu sou como um segundo filho... Ainda não caiu a ficha mas eu vou sentir muita saudades dele. Queria pra caralho volta no tempo, daria tudo pra ter ele de volta aqui. A depressão venceu dessa vez. Aproveitem as pessoas que vocês amam
Edit: um amigo veio me ver e passou a tarde aqui. Minha mãe e meu irmão falaram "eu te amo" pra mim hj depois de muito tempo q eu nao ouvia isso deles. Se eu puder pedir um negócio pra vcs, deixem bem claro isso pras pessoas que vcs amam, nao precisa explicar muito só fala "eu te amo" é isso que importa. Tb n tenho muito oq falar e n sei oq responder pra vcs que comentaram aqui, mas eu to lendo tudo ta, obrigado pelo carinho. Espero que vcs vejam isso, me conforta saber que ainda tem gente boa nesse mundo
submitted by LilMedds to desabafos [link] [comments]


2020.05.23 20:22 OrochiTcholavsGordao Não sei se só eu acho mas foi muito bom ter assistido a live do oroki vs o gordão, pq deu pra ver como o orochi realmente é quando está falando sério, ele nunca mostra esse lado pq quando ele fica puto nós vídeos ele tenta ironizar isso e na live deu pra ver como ele realmente é, te amo tchola

submitted by OrochiTcholavsGordao to orochinho [link] [comments]


2020.05.21 09:26 GuriaDedosMagicos Eu te amo orochi...

Eu te amo orochi...
Eu me masturbo todas as noites pensando nos dentes do Orochi... Eu vejo vídeos dele todos os dias só por causas de sua perfeita dentição
eu te amo orochi, case-se comigo imediatamente....
https://preview.redd.it/o3gpi42il2051.jpg?width=540&format=pjpg&auto=webp&s=fb622f0739e85e34c249f549ef4e6948a38044d6
submitted by GuriaDedosMagicos to orochinho [link] [comments]


2020.05.01 04:58 policemymom 2 anos. Amo você.

Amor, não tem nada que eu deseje tanto quanto estar com você nesse dia. Nem sei como começar te escrever algo, você é tão especial pra mim que tudo que eu faço ainda é pouco pro amor que eu tenho, não tem como demonstrar exatamente. Você tem sido encantadora desde o dia que te conheci, eu ainda sinto borboletas no estômago quando falo contigo e quando tô prestes a te ver, igualzinho no começo. Nosso relacionamento é melhor que no início e só melhora a cada dia, não existe isso de os começos de namoro são muito bons, pra nós todos os dias são bons. Amo como você preza por isso, xu. Amo como a gente sabe valorizar as pequenas atitudes que são só nossas, tipo dar um boa noite com um roteiro determinado todos os dias (boa noite, dorme bem, bons sonhos, beijinhos, emoji), se ligar pra jogar, assistir séries e filmes juntas. Tudo isso é muito especial pra mim. Eu nunca imaginaria que ia amar tão genuinamente, um amor que emociona e que me faz querer estar perto de ti o tempo inteiro. E agora eu me surpreendo o tempo todo com a sua capacidade de me fazer amar ainda mais. Queria que você entendesse o quanto você é incrível e importante, queria que você se amasse como eu te amo. Você fez toda diferença pra mim esse tempo todo xu. Pode parecer egoista, mas é muito bom saber que eu tenho alguém que se importa comigo talvez mais que consigo mesma (é como eu me sinto em relação a você), me conforta te ter. Você é compreensiva, você tá sempre presente, você me da todo amor que eu preciso. Além de tudo isso, você é alguém que me encoraja. Você me elogia tanto que eu consigo acreditar em umas coisas, você faz com que eu me sinta segura comigo mesma. Tenho certeza que é com você que eu quero estar o resto da minha vida. Amo quando a gente fica fantasiando o dia do nosso casamento e temos até uma playlist pra isso. Amo ver as coisas pela segunda vez pra poder ver contigo. Amo te acompanhar em tudo. Você é minha pessoa preferida, é com você que tenho as melhores piadas internas e os melhores momentos, é em você que eu penso quando vejo ou escuto qualquer coisa que fala de amor. Amo você inteira, não mudaria nada, amo seu jeito de ser. Amo como você é sincera comigo e como nós sempre esclarecemos as coisas uma pra outra. Amor, você é a mulher mais maravilhosa desse mundo. Amo estar com você e conviver todos os dias, descobrir coisas novas de você, coisas que só você diz e só você faz >só você diz “primeiro de conversa” e tem lichia como uma possível fruta favorita<. Amo como você é única e não tem ninguém nem perto de ser parecida contigo. Amo quando você tá mostrando seus talentos, quando você dança é uma das maiores emoções que eu sinto (sério xu, chorei todas apresentações), quando você manda vídeo tocando e cantando, quando você escreve uma poesia. Você é muito boa em tudo o que faz, você é dedicada e é fantástico te ver fazendo algo que você ama, ou te ver falar sobre algo que você ama. É extraordinário quando você se empolga pra me contar algo, eu sempre amo ouvir o que você sabe ou uma história sua. Você é demais de incrível. Demais de engraçada, inteligente e linda. Ter você como namorada é o maior privilégio que eu tenho e espero ter a vida inteira. Eu te amo, nunca duvide disso. Juro estar contigo todos os dias, bons ou ruins, pra te apoiar em tudo e crescer com você. Obrigada pelos nossos 2 anos de namoro, amor. Você tem maestria 7 em ser a melhor namorada do mundo.
Tô morrendo de saudade do seu beijo, abraço e carinho. Quando estivermos perto nós vamos sair pra comemorar essa data mesmo atrasada ok? Prometo.
submitted by policemymom to 2anos [link] [comments]